Entretenimento

Avaliada em US$ 4 milhões, obra de Lichtenstein perdida em 1970 é recuperada

Brendan McDermid/Reuters
Barbara Castelli e a obra de Roy Lichtenstein "Electric Cord" Imagem: Brendan McDermid/Reuters

16/10/2012 18h12

A Procuradoria Federal do sul de Nova York anunciou nesta terça-feira (16) a recuperação de uma pintura do artista americano Roy Lichtenstein, "Electric Cord", que desapareceu misteriosamente em 1970 e que agora está avaliada em aproximadamente US$ 4 milhões.

O quadro foi devolvido hoje à proprietária legítima, Barbara Bertozzi Castelli, viúva do galerista Leo Castelli, que exibiu a pintura em sua galeria de Nova York.

O misterioso desaparecimento da pintura ocorreu em fevereiro de 1970, quando Castelli encomendou uma limpeza ao restaurador Daniel Goldreyer e pouco depois a obra desapareceu sem explicação, segundo afirmou a procuradoria em comunicado.

Em dezembro de 2006, a Fundação Roy Lichtenstein, uma organização sem fins lucrativos dedicada à arte e ao legado do artista, publicou uma imagem do "Electric Cord" em seu cartão de felicitações natalinas e pediu ajuda à comunidade artística para encontrar a pintura.

A pintura reapareceu em julho deste ano em uma empresa de Nova York especializada em armazenamento de obras de arte, após ter sido exposta na Quinta Galeria de Bogotá.

Segundo as investigações, a viúva do restaurador, Sally Goldreyer, foi quem vendeu o quadro a esta galeria colombiana. No entanto, após a venda, Sally viu o aviso da perda desta obra através de internet e decidiu devolver o dinheiro que tinha recebido pelo quadro.

Após conhecer os fatos, a viúva e a procuradoria federal concordaram que Sally Goldreyer renunciaria a todos os direitos, títulos e interesses da pintura e que a obra seria devolvida para sua proprietária.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo