Entretenimento

Exposição revela lado fotógrafo de Che Guevara em Pequim

Alexander F. Yuan/AP
Exposição foi inaugurada nesta sexta-feira (7) em Pequim Imagem: Alexander F. Yuan/AP

07/09/2012 10h21

Uma exposição fotográfica, inaugurada nesta sexta-feira (7) em Pequim, chama atenção ao reunir 232 imagens tiradas pelo próprio Ernesto Che Guevara em diversos períodos de sua vida, uma coleção que é exibida pela primeira vez na Ásia.

Montada no centro de arte e fotografia Three Shadows, no distrito artístico pequinês de Caochangdi, a mostra reuni fotografias dos tempos em que o símbolo da revolução cubana era apenas uma pessoa anônima, assim como de sua fase como ministro da Indústria do governo cubano.

Na inauguração da exposição, o filho de 'Che', Camilo Guevara, explicou que a seleção de fotografias expostas "forma uma espécie de viagem itinerante" através da vida do guerrilheiro argentino-cubano e foram escolhidas "de acordo com os períodos vitais e pelo seu valor artístico".

Concretamente, a exposição mostra fotos de Che durante sua viagem ao México para assistir aos Jogos Pan-americanos de 1955 - onde exerceu a função de fotógrafo profissional e jornalista -, de sua etapa como ministro da Indústria e de suas viagens como embaixador da revolução cubana, incluindo suas viagens por vários países do sudeste asiático.

Apesar da seleção não trazer fotos de sua estadia na China, um dos cinco filmes que são projetados nesta exposição traz imagens do revolucionário nesta viagem, onde Che aparece "interagindo com o povo chinês, de forma simpática, sem pressões e diplomacia, como ele era", explicou seu filho.

Neste aspecto, o filho do Che diz que as visitas de seu pai à China "tiveram uma influência muito positiva", explicando que o revolucionário "tentou adaptar certos valores chineses à realidade cubana".

A mostra, que ficará em cartaz até o próximo dia 10 de outubro, já viajou 13 vezes para fora do território cubano, embora só tenha visitado três países diferentes. Essa é a primeira vez que a exposição chega ao continente asiático.

"Esta exposição merece estar aqui porque o autor destas fotografias foi um amigo entranhável do povo chinês e um admirador da história desta nação milenar que até hoje tem muito o quê apresentar", finalizou Camilo Guevara.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo