Topo

Entretenimento

"A música nos mantém jovens", diz guitarrista dos Beach Boys antes de turnê

08/07/2012 14h33

Ávila (Espanha), 8 jul (EFE).- Reunindo integrantes de sua primeira formação, a banda The Beach Boys realizará uma turnê pela Europa para celebrar seus 50 anos de carreira, a qual será iniciada já no próximo dia 21 de julho na Espanha.

Segundo o cantor e guitarrista Al Jardine, um dos destaques da mítica formação da banda californiana nos anos 60, o reencontro com seus companheiros para festejar meio século de história está sendo "uma experiência maravilhosa" e "muito divertida". Em entrevista à Agência Efe, o musico também reconheceu que voltar a reunir o grupo supôs "muito trabalho".

"Os Beach Boys estão há muito tempo trabalhando juntos e ainda soa genial. A colaboração entre o grupo e o público de diferentes gerações está sendo fantástica", afirmou Al Jardine, antes de lembrar que isso é possível porque em um único show o grupo consegue apresentar "trinta anos de música", o que "é quase um milagre".

De acordo com o guitarrista, fazer parte da atual formação dos Beach Boys é "algo especial", já que permitiu esse "importante reencontro" entre o resto dos integrantes: Brian Wilson, Mike Love, David Marks e Bruce Johnston, que hoje afirmam que são "muito maiores" quando estão juntos.

Além do reencontro dos integrantes, essa turnê de celebração dos 50 anos também servirá para marcar outro importante reencontro: o do grupo com seu público de sempre e, principalmente, com o de agora, já que o show reune fãs de "muitas gerações". "Isso é realmente surpreendente", afirmou Al Jardine.

"A música mantém os Beach Boys jovens", reconheceu o guitarrista, que apontou que o mesmo ocorre com as pessoas e, por isso, que o público sempre comparece aos seus shows.

Ávila (Espanha), 8 jul (EFE).- Reunindo integrantes de sua primeira formação, a banda The Beach Boys realizará uma turnê pela Europa para celebrar seus 50 anos de carreira, a qual será iniciada já no próximo dia 21 de julho na Espanha.

Segundo o cantor e guitarrista Al Jardine, um dos destaques da mítica formação da banda californiana nos anos 60, o reencontro com seus companheiros para festejar meio século de história está sendo "uma experiência maravilhosa" e "muito divertida". Em entrevista à Agência Efe, o musico também reconheceu que voltar a reunir o grupo supôs "muito trabalho".

"Os Beach Boys estão há muito tempo trabalhando juntos e ainda soa genial. A colaboração entre o grupo e o público de diferentes gerações está sendo fantástica", afirmou Al Jardine, antes de lembrar que isso é possível porque em um único show o grupo consegue apresentar "trinta anos de música", o que "é quase um milagre".

De acordo com o guitarrista, fazer parte da atual formação dos Beach Boys é "algo especial", já que permitiu esse "importante reencontro" entre o resto dos integrantes: Brian Wilson, Mike Love, David Marks e Bruce Johnston, que hoje afirmam que são "muito maiores" quando estão juntos.

Além do reencontro dos integrantes, essa turnê de celebração dos 50 anos também servirá para marcar outro importante reencontro: o do grupo com seu público de sempre e, principalmente, com o de agora, já que o show reúne fãs de "muitas gerações". "Isso é realmente surpreendente", afirmou Al Jardine.

"A música mantém os Beach Boys jovens", reconheceu o guitarrista, que apontou que o mesmo ocorre com as pessoas e, por isso, que o público sempre comparece aos seus shows.

A apresentação que abrirá a turnê europeia - no festival Músicos en la Naturaleza de Gredos, realizado em Ávila -, servirá para mostrar a evolução do grupo nos últimos anos em contraste com a imagem de sol, praia e surfe, que marcou discos como "Surfin EUA" e "Surfer Girl", além de famosas músicas, como "Good Vibrations".

Al Jardine explica que, após esta fase, os Beach Boys criaram "um tipo de música diferente e para um público diferente", mudando seu som e também seu estilo. Segundo o guitarrista, esse fato pode ser comprovado em discos como "Pet Sounds" e "Smiley smile", que são "diferentes e mais psicodélicos"

Apesar de estarem amparados por 50 anos de carreira, os Beach Boys não escondem o nervosismo de começar essa turnê europeia em um festival de grande porte e no mesmo palco onde Sting, Bob Dylan e Mark Knopfler tocaram em edições anteriores.

No entanto, o grupo não parece se intimidar e, segundo Al Jardine, espera encontrar um público que seja "tão incrível e maravilhoso" como os que tiveram em seus últimos shows em Madri e em Barcelona, ambos nos anos 90.

Amparado pelas músicas de "That's Why God Made The Radio", álbum que também foi lançado neste ano, os Beach Boys "esperam mostrar por que Deus criou a rádio, já que, segundo o guitarrista, este meio que tornou o grupo famoso no mundo inteiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento