Entretenimento

Após cancelamento, concerto de Wagner será realizado em hotel em Tel Aviv

07/06/2012 15h09

Jerusalém, 7 jun (EFE).- Um concerto com peças do compositor alemão Richard Wagner cancelado nesta semana pela Universidade de Tel Aviv, em Israel, será realizado nesta cidade no hotel Hilton no dia 16 de junho.

"Estou muito contente, mas deveria ver os músicos, eles estão muito emocionados", disse à Agência Efe o maestro da orquestra de 91 músicos que fará o concerto, o israelense Asher Fisch.

Fisch frisou que o Hilton, como um grupo privado, não precisa se submeter a "nenhuma determinação sobre o que deve fazer", ao contrário do que ocorre com instituições públicas e dependentes de subvenção.

O concerto estava inicialmente previsto para o dia 18 de junho, mas como costuma ocorrer com o compositor alemão em Israel, a apresentação despertou protestos, especialmente de sobreviventes do Holocausto. Wagner é acusado de ter sido anti-semita e além disso ele se tornou o músico preferido do ditador Adolf Hitler.

Devido à polêmica, a universidade retirou a autorização para o evento com o argumento de que os organizadores ocultaram "de forma deliberada" que Wagner fazia parte do programa.

A instituição afirmou ainda que a realização do concerto "ofenderia profundamente o público israelense em geral e os sobreviventes do Holocausto em particular".

"Após o cancelamento, contactamos os músicos e buscamos um novo lugar para celebrá-lo", explicou o maestro, que não se surpreendeu com a decisão da universidade.

"Esperava que ocorresse. É um assunto político. Não acho que as queixas venham realmente das vítimas do Holocausto. Eu cresci entre vítimas do Holocausto. Aqui o debate está cheio de ignorância e desinformação. A maioria dos israelenses acredita que Wagner compôs durante a Alemanha nazista", defendeu.

O maestro Daniel Barenboim, apaixonado de Wagner e que tem cidadania argentina, israelense, espanhola e palestina, já experimentou em 2001 a dificuldade de interpretar o músico alemão em Israel: durante um concerto sob sua regência parte do público abandonou o espetáculo no momento em que foram executados trechos de "Tristão e Isolda".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo