Entretenimento

Grama com sangue de Gandhi é leiloada na Inglaterra por 12 mil libras

17/04/2012 22h29

Londres, 16 abr (EFE).- Um pedaço de grama com o sangue seco do momento da morte do líder indiano Mahatma Gandhi foi vendido nesta terça-feira por 12 mil libras (US$ 19.116) na casa de leilões Mullock's, na cidade de Church Stretton (centro da Inglaterra).

A folha faz parte de uma coleção de objetos que pertenceram a Gandhi e que foram vendidas por um total de 153,6 mil libras. Também foram leiloados outros objetos pessoais como óculos, um livro de preces e várias cartas.

A grama foi recolhida pelo colecionador P.P Nambiar no jardim da residência de Nova Délhi onde Gandhi foi assassinado a tiros pelo extremista hindu Nathuram Godse, em 30 de janeiro de 1948. Nambiar escreveu um livro sobre as lembranças do crime e como obteve as peças leiloadas nesta segunda. A planta estava dentro de uma pequena caixa de madeira com tampa de vidro.

"Sabemos que se trata de uma das relíquias mais sagradas de Gandhi na Índia. Oferecemos esses itens com respeito por sua importância e com a esperança de que sejam adquiridos por um comprador que entenda seu caráter sagrado", disse o especialista em história da Mullock's, Richard Westwood-Brookes,

Os óculos utilizados por Gandhi durante os últimos meses de sua vida também foram vendidos por 40,8 mil libras (US$ 65 mil). O líder indiano obteve a peça em 1947 no Reino Unido enquanto visitava amigos da Sociedade Vegetariana de Londres, da qual ele pertencia desde 1891 quando estudou na capital britânica para ser advogado.

Já um livro de preces escritas em sua língua natal, o guyarati, foi adquirido por 12,6 mil libras (US$ 20 mil). Outro item, uma carta do líder, assinada como "Bapu" - que significa "pai" em seu idioma - foi vendida por 6 mil libras (US$ 9,5 mil).

A maioria dos objetos da coleção foi doada por Raghava Poduval, um dos discípulos mais próximos ao político e pacifista indiano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo