Entretenimento

Batalha de Flores enche de música e alegria Carnaval de Barranquilla

18/02/2012 23h23

Ricardo Maldonado.

Barranquilla (Colômbia), 18 fev (EFE).- Dezoito carros alegóricos enfeitados com motivos referentes à cultura caribenha abriram oficialmente neste sábado o Carnaval de Barranquilla 2012, no norte da Colômbia.

"A Batalha de Flores", primeiro desfile do carnaval, encheu de música e júbilo o conhecido "cumbiódromo" que percorre a tradicional Via 40 no setor industrial de Barranquilla, a capital do Atlântico.

Estas festas foram declaradas em 2003 "Patrimônio oral e imaterial da Humanidade", pelo Fundo das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

"O Carnaval de Barranquilla é a essência do barranquillero é nossa razão de existir", disse à Agência Efe a prefeita da cidade, Elsa Nogura, enquanto dançava e se divertia em um dos palcos montados para o público.

Por sua vez, o senador Armando Benedetti explicou à Efe que "em nenhum lugar da América Latina há realmente algo tão multicultural como aqui, nem mesmo no Rio de Janeiro, lá é mais vistoso, mas não tem o mesmo multiculturalismo que tem aqui em Barranquilla".

Os gigantescos carros, verdadeiras obras de arte, de mais de sete metros de altura, foram inspirados no caribe exótico e nas tradições próprias desta região, que reúne diversas culturas próprias e estrangeiras.

A decoração das carruagens deixou ver a influência indígena, africana e europeia e transformaram a Batalha de Flores em um espaço vibrante cheio de cultura.

A confecção dos carros é um ofício de tradição realizado pelas famílias que herdaram a arte e o conhecimento de sua fabricação de gerações anteriores.

Sobre um deles desfilou a rainha do carnaval, Andrea Jaramillo Char, uma jovem que durante todo o percurso distribuiu beijos e alegria aos milhares de espectadores.

O carnaval rendeu este ano homenagem a Esthercita Forero, também conhecida como a "namorada de Barranquilla", uma cantora e compositora popular que institucionalizou "La Guacherna", desfile que se realiza oito dias antes da Batalha de Flores.

Também homenageou o cantor e compositor de música caribenha Álvaro José "Joe Arroyo", que, embora oriundo de Cartagena de Indias, viveu e morreu em Barranquilla, onde imortalizou a frase "Em Barranquilla fico".

Esthercita e Arroyo morreram no ano passado.

O Carnaval de Barranquilla segue até terça-feira, quando "Joselito Carnaval", que representa o espírito da festa morre, é enterrado e chorado por suas viúvas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo