Topo

Entretenimento


Vila Isabel vence Carnaval do Rio com desfile sobre vida no campo

13/02/2012 15h24

Rio de Janeiro, 13 fev (EFE).- A escola de samba Unidos de Vila Isabel se sagrou campeã do Carnaval do Rio de Janeiro com um belo e colorido desfile sobre o homem do campo e os costumes do interior do país.

A escola foi a última a desfilar no Sambódromo no segundo dia de desfiles, já na madrugada de terça-feira, com o enredo "A Vila canta o Brasil celeiro do mundo: água no feijão que chegou mais um...".

Ao final da apuração, a Vila Isabel somou 299,7 pontos, de um máximo de 300. A escola superou por três décimos a Beija-Flor, que ficou em segundo lugar, com 299,4 pontos, com um desfile sobre os cavalos mangalarga, raça tipicamente brasileira.

Apesar de ser a última escola a desfilar, a Vila Isabel emocionou o público presente na Marquês de Sapucaí com um belo samba, composto por Martinho da Vila, Arlindo Cruz, André Diniz, Tunico da Vila e Leonel. Além disso, outros destaques foram os carros-alegóricos e as fantasias, que fizeram referência ao homem do campo, seus hábitos alimentares, crenças e festas populares.

Dos dez quesitos avaliados pelo júri, a Vila Isabel obteve a nota máxima em oito. O título deste ano é o terceiro da escola Isabel após as vitórias de 1988, com o histórico "Kizomba, a festa da raça", e de 2006, com uma homenagem à integração latino-americana.

A Unidos da Tijuca, campeã do ano passado, ficou com o terceiro lugar, com 299,2 pontos, com um desfile sobre a Alemanha.

O quarto lugar foi para a Imperatriz Leopoldinense, com 298,3 pontos, que após anos de desfiles ruins voltou aos primeiros lugares. A escola levou para a avenida um enredo sobre o estado do Pará. Em quinto, com 297,9 pontos, ficou a Salgueiro, com um desfile dedicado à fama.

Em último lugar entre as doze escolas do Grupo Especial, com 291,1 pontos, ficou a Inocentes de Belford Roxo, que fazia sua estreia na elite do samba e que no ano que vem voltará para o Grupo de Acesso.

Tanto a Inocentes como a Unidos de Vila Maria, escola rebaixada no Carnaval de São Paulo, fizeram desfiles sobre os cinquenta anos da chegada ao país dos primeiros imigrantes da Coreia do Sul.

Mais Entretenimento