Entretenimento

Príncipe Charles marca presença em atos de homenagem a Dickens

REUTERS/Arthur Edwards/Pool
O Príncipe Charles participa de cerimônia para celebrar o bicentenário de Charles Dickens na abadia de Westminster, em Londres (7/2/2012) Imagem: REUTERS/Arthur Edwards/Pool

07/02/2012 13h25

Londres, 7 fev (EFE).- O príncipe Charles, ao lado da esposa Camilla, participou nesta terça-feira de grande parte das homenagens relacionadas ao bicentenário de nascimento de Charles Dickens, o escritor mais popular e expressivo da Inglaterra victoriana.

Charles e Camilla depositaram uma coroa de flores sobre o túmulo do autor, no Canto dos Poetas da Abadia de Westminster, em Londres, onde foi realizada uma missa. Além de personalidades britânicas, a cerimônia também contou com parentes do escritor, nascido no dia 7 de fevereiro de 1812.

Durante a missa, que o príncipe e a duquesa da Cornualha acompanharam na primeira fila, alguns trechos da obra de Dickens foram lidos pelo seu próprio tataraneto Mark, pelo ator Ralph Fiennes e pela biógrafa Claire Tomalin, autora de "Charles Dickens: A Life", lançada pela editora Penguin.

Como parte das celebrações, Charles e Camilla também visitaram o museu de Charles Dickens, que foi inaugurado em 1925 na casa onde o romancista viveu com sua esposa Catherine Hogarth entre os anos de 1837 a 1839 e onde nasceram três de seus dez filhos.

Além da missa em Westminster, outra cerimônia religiosa foi celebrada na cidade Portsmouth, no sul da Inglaterra, onde nasceu o autor de "Casa Desolada".

Realizada na igreja de Saint Mary, a missa contou com participação de outro biógrafo de Dickens, Simon Cullow, o qual leu alguns trechos de "David Copperfield", o romance mais autobiográfico do escritor, enquanto a popular atriz Sheila Hancock escolheu "Oliver Twist".

Paralelamente, 24 países do mundo, incluindo China, Albânia e Paquistão, participam de uma maratona de leitura de 24 horas de obras de Dickens, que pode ser acompanhada no Twitter do British Council, organismo de difusão da língua e cultura do Reino Unido no estrangeiro.

Além das homenagens citadas, nesta terça-feira, o site da Google também presta uma homenagem ao escritor com um logo que lembra a cidade de Londres do século XIX.

Em Londres, espécie de musa literária de Dickens, a celebração do bicentenário do nascimento do escritor foi marcada por inúmeros atos, desde exposições, como as do Museu de Londres e a da Biblioteca Britânica, até a reedição de todas suas obras por parte da editora Penguim.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo