Entretenimento

Portela se inspira na Bahia para acabar com jejum de títulos

03/02/2012 20h51

(corrige título e lead)

Rio de Janeiro, 3 fev (EFE).- A Portela, uma das escolas de samba mais tradicionais do carnaval carioca, espera pôr fim ao jejum de quase 30 anos sem títulos com um samba inovador, inspirado no sincretismo religioso e nas festas da Bahia.

A agremiação azul e branca, que desfilará na noite do dia 19 de fevereiro na Marquês de Sapucaí, apresentará o enredo "...E o povo na rua cantando. É feito uma reza, um ritual...", com o qual pretende mostrar a alegria e a espontaneidade do povo baiano através de suas festas populares.

Segundo o diretor artístico da Portela, o carnavalesco Paulo Menezes, "a Bahia tem o dom de encantar porque é a terra na qual se misturam em um só o branco e o negro, o sagrado e o profano, o afro e o barroco".

Centrado na "baianidade", o samba deste ano fala do Senhor do Bonfim, de Iemanjá, dos orixás, das batucadas e da capoeira, verdadeiros símbolos da Bahia.

"Já que o tema é inspirado na Bahia, quis incluir o universo baiano no universo do carnaval", disse à Agência Efe Paulo Menezes durante uma visita à Cidade do Samba, localizada no bairro da Gamboa, onde as escolas preparam os carros alegóricos e as fantasias do carnaval.

Paulo confirmou que visitou Salvador para mergulhar na cultura dessa região, além de que muitas das figuras preparadas para o desfile são, na verdade, réplicas de obras de artistas baianos.

Fundada em 1923, no popular bairro de Madureira, a Portela não leva o título do carnaval carioca desde 1984, ano no qual foi campeã com o tema "Contos de Areia", que, por sinal, também era inspirado na Bahia e em seus encantos.

Da mesma forma que naquela ocasião, o samba deste ano também cita a "Clara guerreira", em referência à Clara Nunes. Um verdadeiro símbolo da Portela, a cantora morreu em abril de 1983, aos 40 anos - um ano antes do último título da escola.

Clara Nunes ficou marcada pela interpretação do hino "Portela na Avenida", assinado por Mauro Duarte e Paulo Cesar Pinheiro, que desde 1981 enche de orgulho os seguidores dessa popular escola.

Segundo a imprensa, o samba que a Portela cantará este ano é antológico, e os críticos consideram a letra como uma das melhores compostas na última década para o carnaval carioca.

Para Wanderley Monteiro, um dos quatro compositores do samba-enredo, o sucesso do samba da Portela - que reúne multidões na quadra da escola, situada na rua Clara Nunes - é relacionado com sua estrutura musical, que foge um pouco dos tradicionais de carnaval.

A composição em questão tem três refrãos e 37 versos, mais que os que costuma ter um samba tradicional, o que faz com que seu ritmo seja mais ágil e seja apreciada pelos foliões. Mesmo faltando duas semanas para o começo da festa, a Portela já aparece como uma das favoritas ao título que não é conquistado há 27 anos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo