Entretenimento

Escândalo das escutas no R.Unido envolve 803 vítimas

10/12/2011 13h46

Londres, 10 dez (EFE).- O número total de vítimas das escutas telefônicas praticadas por funcionários do extinto tabloide "News of the World" no Reino Unido é de 803 pessoas, revelou a Polícia britânica ao jornal "The Times".

Em declarações publicadas neste sábado por este jornal, a chefe da chamada operação Wetting, Sue Akers, diz que a Polícia já entrou em contato com todas as pessoas afetadas.

"A operação Wetting entrou em contato ou foi contatada por 2.037 pessoas, das quais cerca de 803 são vítimas (das escutas)", afirma Akers. Segundo ela, os nomes das vítimas estavam no material confiscado do detetive Glenn Mulcaire, ex-funcionário do tabloide que pertencia ao magnata australiano Rupert Murdoch.

Até agora, dizia-se que mais de 5 mil pessoas no país poderiam ter sido alvo das escutas que o "News of the World" praticava contra celebridades e fontes de informações exclusivas.

Entre os afetados estão a atriz Sienna Miller e o ator Hugh Grant, assim como políticos e familiares de soldados mortos no Iraque e no Afeganistão.

O caso das escutas, que levou à detenção de dezenas de funcionários do "News of the World" e ao fechamento do jornal em julho passado, motivou a abertura de investigações sobre crimes e sobre a ética da imprensa britânica. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo