Entretenimento

Presidente turco afirma que muçulmanos chegaram à América antes de Colombo

Getty Images
O estilista Marc Jacobs Imagem: Getty Images

18/11/2011 00h14

Ancara, 18 nov (EFE). - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, voltou a afirmar nesta terça-feira que exploradores muçulmanos chegaram ao continente americano três séculos antes de Cristóvão Colombo, e questionou a objetividade da historiografia dominante.

"Declaro isso abertamente. Se a História da ciência estivesse escrita objetivamente, a contribuição de Oriente ficaria revelada. Não deixarei que uma história escrita pela parte vencedora seja usada para destruir a confiança em nós mesmos", disse ele durante a cerimônia de inauguração de um centro educacional.

Erdogan quis defender assim sua afirmação feita no fim de semana passado de que marinheiros muçulmanos chegaram ao litoral de Cuba em 1178 e que, inclusive, construíram uma mesquita que, segundo o líder turco, é descrita por Colombo em seus diários. Hoje, o político conservador reforçou que esta teoria não é sua, mas que há "muitos estudiosos na Turquia e no mundo que a defendem".

Erdogan acusou os críticos dessa interpretação de "não acreditarem em seu próprio país", pois questionam essa teoria porque "não acham que um muçulmano possa fazer essas coisas".

No último sábado, durante uma conferência de líderes muçulmanos latino-americanos em Istambul, Erdogan reivindicou essa versão de um "descobrimento" muçulmano da América e propôs construir uma mesquita na mesma colina em que supostamente Colombo situou a existência do templo.

Esta teoria não é nova, embora tenha sido descartada por muitos especialistas que interpretam que Colombo simplesmente descreveu uma característica geográfica de uma colina comparando seu formato ao de uma mesquita.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo