Entretenimento

Rainha Sofía inaugura exposição "O Hermitage no Prado"

Agencia EFE

07/11/2011 16h00

Madri, 7 nov (EFE).- A rainha Sofía inaugurou nesta segunda-feira a exposição "O Hermitage no Prado", que leva até Madri uma seleção de quase 180 preciosidades do Museu Hermitage de São Petersburgo, localizado na Rússia.

Em um ato que também contaria com a participação do rei Juan Carlos, que suspendeu suas atividades oficiais por recomendações médicas, a rainha Sofía foi acompanhada pela ministra de Cultura, Ángeles González-Sinde; pelo embaixador da Rússia, Alexander Kuznetsov, e pela presidente da Comunidade de Madri, Esperanza Aguirre.

Atenta às explicações do diretor-adjunto do Hermitage de São Petersburgo, Georgy Vilinbakhov, a rainha observou calmamente as vitrines que exibem algumas das principais peças da Coleção Siberiana de Pedro I, formada por artigos de ouro do final do século V a.C.

Ao lado de Francisco González, presidente da Fundação BBVA, e Charo Otegui, presidente de Ação Cultural Espanhola, instituições que patrocinam a exposição, a rainha Sofía observou a coleção de ourivesaria grega do Hermitage acompanhada pelo presidente do Patronato do Museu do Prado, Placido Arango, e o ministro russo de Cultura, Alexander Avdéyev.

Gabriele Finaldi, diretora-adjunta do Museu do Prado e curadora da exposição - ao lado de Sviatovslav Savvateev, do Hermitage -, explicou detalhadamente à rainha algumas das pinturas mais importantes de um dos maiores e mais espetaculares museus do mundo.

Após contemplar as pinturas de Lorenzo Lotto e Diogo Velázquez, a rainha posou diante de uma das obras mais atrativas da exposição: "O Tocador de Alaúde", a única pintura de Caravaggio que permanece na Rússia.

Gabriele Finaldi também explicou à rainha detalhes da escultura "Magdalena Penitente", de Antonio Canova, além das obras dos grandes pintores do século XX.

Picasso e Matisse estão entre os destaques dessa seleção de pintores impressionistas do Hermitage, que possui obras de Renoir, Claude Monet, Paul Gauguin e Paul Cézanne.

Para finalizar o percurso, a rainha Sofía também posou diante da "Composição VI", de Kandinsky, que está exposta ao lado do "Quadrado Negro", de Kazimir Malevich.

Organizada no marco do Ano Espanha-Rússia 2011, a exposição poderá ser visitada todos os dias da semana no Museu do Prado até 25 de março de 2012. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo