Entretenimento

UE e Brasil firmam acordo cultural até 2014

05/10/2011 11h49

Bruxelas, 5 out (EFE).- A União Europeia (UE) e o Brasil firmaram um plano de ação de cooperação cultural que durante os próximos quatro anos, até 2014, promoverá a diversidade, o patrimônio cultural e o desenvolvimento de uma economia cultural e criativa sustentável.

"Reforçar a cooperação e o diálogo em cultura como parte de nossa associação estratégica é decisivo para melhorar a compreensão o entendimento mútuo e potencializar os laços mais estreitos entre nossos povos", declarou em entrevista coletiva a comissária europeia de Cultura, Androulla Vassiliou, junto com ministra de Cultura do Brasil, Anna Maria Buarque de Hollanda.

O acordo foi assinado na terça-feira durante a quinta cúpula euro-brasileira, em Bruxelas. O plano incentivará eventos de cooperação cultural durante os próximos quatro anos. O primeiro deles aconteceu nesta quarta na capital belga: uma mesa-redonda sobre cultura nas sociedades e economias contemporâneas.

Para a ministra brasileira, o fórum "é a oportunidade ideal para refletir sobre a situação atual no que concerne às questões de ordem cultural, política, econômica e social, e a partir dessa reflexão, buscar soluções viáveis para a sustentabilidade no século XXI".

O plano se fundamenta na declaração conjunta sobre cultura que a UE e o Brasil assinaram em 2009, pelo qual a Comissão Europeia e o Ministério de Cultura brasileiro se comprometem a uma troca periódica de políticas e boas práticas nesse âmbito.

Em particular, seus objetivos se centram na cooperação cultural atual e futura mediante iniciativas como seminários e eventos conjuntos.

Entre as prioridades desses projetos se destaca a introdução de políticas dirigidas a criar um ambiente propício para uma economia baseada na cultura e criatividade, ou a melhora da cooperação e os intercâmbios, incluindo das coproduções audiovisuais.

O acordo também faz referência ao compartilhamento da experiência profissional em matéria de preservação do patrimônio cultural e natural e o reforço do seu fomento.

Por último, os projetos devem incentivar e aplicar a Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Este plano não apenas favorecerá uma melhor compreensão recíproca da cultura europeia e brasileira, mas também está voltado a facilitar as relações econômicas entre a UE e os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai).

"Através da cultura somos capazes de entender a nós mesmos, e também aos outros. Brasil e a UE são parceiros importantes em todos os sentidos", destacou Vassiliou, quem confia no acordo para facilitar as relações econômicas com os países sul-americanos.

Outros eventos previstos no plano são um fórum sobre a economia cultural e as indústrias criativas em 2012; um seminário sobre cultura, diversidade cultural e desenvolvimento sustentável, em 2013; e uma conferência de políticas regionais sobre a proteção do patrimônio cultural e a troca de melhores práticas, em 2014.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo