Topo

Entretenimento

Exposição em Londres percorre 20 anos de pós-modernismo

FE/V&A IMAGES
Peça da exposição "Pos-modernismo - Estilo e subversão" Imagem: FE/V&A IMAGES

21/09/2011 16h46

Londres, 20 set (EFE).- Arquitetura kitsch, móveis assimétricos e até mesmo o filme "Blade Runner: O Caçador de Andróides" fazem parte da exposição "Pós-modernismo: Estilo e Subversão (1970-1990)", apresentada nesta quarta-feira em Londres.

O museu Victoria & Albert de artes decorativas fecha com esta mostra, que vai de 24 de setembro até 15 de janeiro de 2012, o ciclo dedicado aos movimentos artísticos do século XX.

A exposição percorre duas décadas de produção criativa surgidas no início dos anos 1970 com os experimentos de escolas de artes plásticas e arquitetos como Frank Gehry e Philip Johnson.

A exposição sobre o pós-modernismo, que rompeu com as teorias artísticas anteriores aderindo a um caráter mais popular e comercial, começa com as obras dos precursores movimento, como as esculturas de Ettore Scottsass e as colagens de Robert Venturi.

As escolas de desenho de Milão, Alchymia e Memphis, das quais participou Scottsass, terão destaque especial na mostra que expõe seus móveis coloridos e assimétricos, com armários em forma de arranha-céus e abajures com rodas.

Como exemplo mais claro da influência do movimento pós-modernista no cinema, o clássico futurista de Ridley Scott, "Blade Runner: O Caçador de Andróides", terá suas cenas exibidas, bem como peças de seu figurino.

Lançado em 1982, o filme é uma mistura de estilos como o noir e a ficção científica que se transformou em uma das características do movimento.

Sem nenhum tipo de complexo, o pós-modernismo fundiu as transformações artísticas modernistas iniciadas no século XIX com propostas ligadas à cultura de massa agregando figuras populares como djs, drag queens e celebridades pop, que também encontram seu espaço na exposição refletidas na seção dedicada aos videoclipes do canal televisivo "MTV".

Os desenhos do estilista Karl Lagerfeld para a grife Channel e a escultura de Luis XIV do artista e ex-banqueiro Jeff Koons, também podem ser vistos.

Fechando a exposição, a obra de 1981 "Dollar Sign" do artista pop Andy Wharhol, reflete o dinheiro como elemento fundamental e influente no mundo da arte a partir dos anos 1970.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento