Topo

Entretenimento

Disputa entre "Mad Men" e "Boardwalk Empire" marcará entrega do Emmy

17/09/2011 02h06

Fernando Mexía.

Los Angeles (EUA.), 17 set (EFE).- A disputa entre as séries "Mad Men" e "Boardwalk Empire" pela láurea de melhor drama televisivo do ano será o centro das atenções na 63ª edição do Emmy, que acontecerá neste domingo na cidade de Los Angeles.

"Mad Men", a história dos executivos de uma agência de publicidade dos Estados Unidos na década de 1960, dominou a categoria de melhor drama nas últimas três edições, e a maioria dos especialistas prevê que repetirá o triunfo na cerimônia deste domingo.

Sua hegemonia pode chegar ao fim, no entanto, pelas mãos dos mafiosos em tempos de Lei Seca da série estreante "Boardwalk Empire", uma produção que em 10 de setembro levou sete prêmios técnicos do Emmy, deixando "Mad Men" para trás com apenas um.

A vitória de qualquer outro dos candidatos a melhor drama ("Dexter", "Friday Night Lights", "Game of Thrones" e "The Good Wife") seria a maior surpresa da noite.

Mais claras parecem estar as coisas nas categorias de melhor comédia e melhor minissérie, nas quais "Modern Family" e "Mildred Pierce", respectivamente, partem como absolutas favoritas com o apoio quase unânime dos especialistas.

Se as expectativas se confirmarem, "Modern Family" venceria novamente o prêmio como série cômica, após recebê-lo em 2010 já em sua primeira temporada, quando se impôs a "30 Rock", ganhadora em 2007, 2008 e 2009.

"30 Rock" figura novamente entre os candidatos ao prêmio, ao lado de "The Big Bang Theory", "Glee", "The Office" e "Parks and Recreation".

"Mildred Pierce", relato baseado no romance de James M. Cain de 1941 sobre uma mulher que luta para seguir adiante nos anos da Grande Depressão nos EUA, alcançou o maior número de indicações na presente edição do Emmy, com um total de 21.

Essa produção compete com "Cinema Verite", "Downtown Abbey", "The Kennedys", "The Pillars of the Earth" e "Too Big to Fail".

Apesar das muitas de indicações, "Mildred Pierce" só conseguiu três Emmy técnicos, o mesmo número de "The Kennedys", pelo que já é certo que não baterá o recorde de prêmios obtidos em uma só edição, que perdura desde 2008, quando "John Adams" levou 13.

Nas categorias de interpretação dramática, as apostas dão a vitória como melhor ator a Jon Hamm ("Mad Men"), no qual seria seu primeiro Emmy após quatro indicações pelo papel de Don Draper, embora Steve Buscemi ("Boardwalk Empire") também tenha boas chances.

Como melhor atriz, o nome com mais realce é o de Julianna Margulies, por "The Good Wife", embora não esteja descartada uma vitória de Elisabeth Moss por "Mad Men".

Na categoria comédia, tudo aponta que Steve Carell levará seu primeiro Emmy como melhor ator na décima ocasião em que se apresenta como candidato pela série "The Office", e logo no ano de sua despedida do programa, enquanto entre as atrizes a disputa está polarizada entre Laura Linney ("The Big C") e Amy Poehler ("Parks and Recreation").

A colombiana Sofia Vergara tentará o prêmio de melhor atriz coadjuvante em comédia em sua segunda nomeação por seu trabalho em "Modern Family", em uma categoria sem favorita clara, na qual aparecem sua companheira de elenco Julie Bowen, a veterana Betty White ("Hot in Cleveland") e Jane Lynch ("Glee").

O venezuelano Edgar Ramírez concorre ao prêmio de melhor ator de minissérie ou filme por "Carlos", ao lado de Idris Elba ("Luther"), Laurence Fishburne ("Thurgood"), William Hurt ("Too Big to Fail"), Greg Kinnear ("The Kennedys") e Barry Pepper ("The Kennedys").

A entrega do Emmy acontecerá no teatro Nokia, em Los Angeles, a partir das 17h locais de domingo (21h de Brasília), com a atriz Jane Lynch como mestre de cerimônias.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento