Entretenimento

Brasil é convidado especial da bienal de fotografia mexicana de 2011

EFE/Alex Cruz
A fotógrafa brasileira de origem britânica Maureen Bisilliat participa de feira de fotografia no México (31/8/2011) Imagem: EFE/Alex Cruz

31/08/2011 19h04

México, 31 ago (EFE).- O Brasil será o convidado de honra da 10ª edição da bienal de fotografia mexicana "Fotoseptiembre 2011", que apresentará exposições de Maureen Bisilliat, de Joaquim Paiva e de Milton Guran, entre outros artistas, informaram nesta quarta-feira os organizadores.

Imagens inéditas da mexicana Lola Álvarez Bravo também ficarão expostas no Museu Casa Estúdio Diego Rivera e Frida Kahlo na capital do país, a partir de 20 de outubro. O trabalho da artista são esboços das fotomontagens que realizou e pertencem a uma colecionadora.

Os eixos da participação brasileira são três: "a modernidade", "a cidade" e "a antropologia", explicou em entrevista coletiva, Alejandro Castellanos, diretor do Centro de Imagem, que exibe a partir de 8 de setembro cerca de 200 imagens que Basilliat capturou nas décadas de 60 e 70 no Brasil.

"Para mim é um prazer enorme (...) estar mais perto de todos aqueles que retrataram de uma maneira ou outra o 'México profundo', cuja essência provavelmente ainda existe, mas de outro jeito", disse a artista britânica estabelecida no Brasil desde os 21 anos. Basilliat disse também que teve sorte de pertencer a essa época e apresentar uma obra que é um contraponto do momento atual frente a uma época em que as coisas estavam menos globalizadas.

A artista, que retratou o mundo de três grandes escritores brasileiros: João Cabral de Melo Neto, João Guimarães Rosa e Jorge Amado, e comentou que com esta obra se sente como uma mensageira do passado.

Na apresentação das atividades, a fotógrafa mexicana Graciela Iturbide lembrou que sua colega brasileira "tem a mente muito aberta", já que "não somente expõe fotografias", mas também "muitos testemunhos" e obras que realizou trabalhando com comunidades indígenas.

De Joaquim Paiva, atual cônsul do Brasil em San Francisco, poderá ser vista a série "Lembranças de Brasília" com 142 imagens; e do antropólogo Milton Guran serão expostas 81 fotografias de motivo antropológico que são parte da série "Filhos da terra", tiradas entre a década de 70 e 90, refletindo aspectos da vida de 16 tribos indígenas brasileiras. Estas duas coleções foram doadas ao Centro da Imagem do México mediante um acordo entre o Brasil e o Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (Conaculta) mexicano.

O país também será lembrado com o encontro "México-Brasil: Zonas de experiência", no qual está previsto um diálogo de fotógrafos de ambas as nações.

No total, "Fotoseptiembre 2011" contará com 211 exposições, das quais 85% serão realizadas em diferentes estados do país, montadas em 167 espaços com a presença de 641 fotógrafos de 18 países. Na edição deste ano, cujas atividades terminarão em dezembro, conta-se com um orçamento de US$ 266,3 mil.

Dentro da programação do evento, está também o 2º Encontro Internacional de Centros de Fotografia (Eicf), de 5 a 7 de setembro, que dá continuidade ao organizado pelo Centro Andaluz de Fotografia em Almería (Espanha) em 2008, e a Feira Internacional de Livros de Artista 2011, de 3 a 25 de setembro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo