Entretenimento

Popular apresentador argentino Pipo Mancera morre aos 80 anos

29/08/2011 19h08

Buenos Aires, 29 ago (EFE).- Nicolás "Pipo" Mancera, um dos mais famosos apresentadores de televisão da Argentina das últimas décadas, morreu nesta segunda-feira aos 80 anos, em sua casa em Buenos Aires, segundo confirmaram seus familiares à imprensa local.

"Nos últimos dias ele esteva bem, porém sua morte foi repentina e nos causou muita surpresa e dor", confirmou um parente de Mancera ao site "Teleshow".

Mancera, nascido em Buenos Aires no dia 20 de dezembro de 1930, criou na década dos anos 1960, o "Sábados Circulares", um programa de entretenimento que ficou 12 anos no ar e fez história na televisão argentina.

Por esse programa, que durava seis horas, passaram alguns dos artistas argentinos e estrangeiros na época mais reconhecidos, como Sophia Loren e Alain Delon, além de futuras promessas do país.

Entre suas conquistas está também a de ter sido o primeiro jornalista a entrevistar o então desconhecido Diego Armando Maradona, quando este tinha nove anos.

"Pipo", que morou por vários anos no Uruguai, também foi colunista do diário "La Razón" e produtor de programas na França e Itália.

Em 2007 foi homenageado pela Associação de Cronistas Cinematográficos da Argentina com o Prêmio Condor de prata por sua carreira bem-sucedida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo