Entretenimento

Livro reúne as melhores entrevistas da "Vanity Fair"

Reprodução
Capa do livro "Vanity Fair's Proust Questionnaire" (2011) Imagem: Reprodução

Carmen Sigüenza

De Madri

11/08/2011 10h06

Criada em 1913, a revista americana de moda, cultura e política "Vanity Fair" passou a publicar, a partir de 1993, questionários com respostas de celebridades sobre suas vidas, seus amores e obsessões, e agora elas estão reunidas em um livro que será publicado em espanhol.

"Vanity Fair. Questionário Proust" contém, além disso, caricaturas de cada entrevistado feitas por Robert Risko. A revista batizou esta seção em homenagem ao escritor francês Marcel Proust, considerado o mais criativo a responder perguntas do gênero.

A lista de questões nasceu como jogo de salão parisiense que servia de divertimento para o círculo de amigos do escritor, como lembra no prólogo do livro Craydon Carter, ex-editor da revista.

Norman Mailer, Olivia de Havilland, Catherine Deneuve, Allen Ginsberg, Jane Fonda, Dennis Hopper, Jasper Johns, Kirk Douglas, Doris Day; Ellen Degeneres, David Bowie, Salman Rushdie, Martin Scorsese, Keith Richards, Carolina Herrera e Karl Lagergeld são algumas das personalidades ilustres que foram "desvendadas" nestas conversas.

Qual é o seu maior medo? Qual é a sua maior extravagância? Qual é seu maior arrependimento? O que você mais valoriza nos amigos? Como gostaria de morrer? Qual é seu herói de ficção favorito? e Quem é o amor de sua vida? são algumas das 29 perguntas da lista.

Humor e momentos de franqueza absoluta são revelados nas respostas. Yoko Ono, quando perguntada sobre quem é seu herói na vida real, emendou sem titubear: "Eu". Para esta mesma pergunta, outras personalidades adotaram um discurso mais modesto, e nove delas apontaram como seu herói o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela.

O estilista Oscar de la Renta menciona Dom Quixote como seu herói, e Kirk Douglas, quando perguntado qual é a parte do corpo que menos gosta, respondeu: "Meu queixo", justamente sua característica física mais famosa.

A atriz Jane Fonda foi muito sincera e, quando chegou a vez de responder o que gostaria de mudar nela mesma, disse a "incapacidade de ter uma relação íntima duradoura". Como frase favorita, a musa escolheu: "É melhor ser curiosa que interessante".

A atriz americana Joan Fontaine também revelou muito de si mesma neste questionário, quando afirmou que a virtude que mais valoriza é "a virgindade". Já Doris Day foi categórica ao responder qual foi seu maior arrependimento: "A maioria dos meus casamentos".

Outras respostas consideradas criativas, como denomina a revista, foram as dadas pelo ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger, que ao responder qual é sua maior extravagância admitiu ser "louco por sapatos", e para a questão "qual é o seu maior medo", disparou: "Depilar a virilha me deixa apavorado. Tive uma horrível experiência".

Um dos temas mais interessantes do questionário é sobre a morte ("Como gostaria de morrer?"), e conta geralmente com respostas cheias de ironia e humor, como a da atriz e escritora Carrie Fisher: "Em casa e sob morfina".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo