Entretenimento

Republicano pede investigação de filme sobre captura de Bin Laden

10/08/2011 15h04

Washington, 10 ago (EFE).- O presidente do Comitê de Segurança Nacional da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Peter King, pediu nesta quarta-feira uma investigação da suposta colaboração do governo de Barack Obama em um filme sobre a captura e morte de Osama bin Laden.

Em carta enviada aos inspetores gerais (supervisores do funcionamento interno) do Pentágono e da CIA, Gordon Heddell e David Buckley, respectivamente, King se queixou que o governo de Obama supostamente deu acesso "de alto nível" a informações sigilosas à Sony Pictures e à cineasta Kathryn Bigelow.

"O primeiro passo da Administração ao desclassificar o material deve ser fornecer um relatório completo ao Congresso e ao povo americano (sobre a missão no Afeganistão) para criar confiança nos cidadãos através da transparência do governo", disse King, do Partido Republicano, na carta divulgada nesta quarta-feira.

"Por outro lado, esta suposta colaboração submete o desejo de transparência a uma visão cinematográfica da história", acrescentou King, que manifestou preocupação pelo vazamento de "informação classificada relacionada a operações militares sensíveis".

Na carta, King menciona um artigo do jornal "The New York Times" de 6 de agosto, que indica que a Sony e Bigelow tiveram "acesso de alto nível à missão mais secreta da história" para produzir um filme sobre a captura de Bin Laden.

O filme estaria programado para outubro de 2012, um mês antes das eleições nas quais Obama busca um novo mandato.

Por conta de vazamentos de informação secreta sobre a missão, vários paquistaneses foram presos porque supostamente colaboraram na missão da CIA, ressaltou King.

Em sua lista de perguntas, King quer saber, entre outras coisas, quais consultas foram feitas pelos funcionários da Casa Branca, Pentágono e CIA para dar acesso a executivos de Hollywood a agentes secretos para obter dados sobre o ataque contra Bin Laden, e se o filme estará sujeito a uma revisão oficial antes de sua divulgação ao público.

Segundo o "The New York Times", a Casa Branca espera que a produção de Bigelow e Mark Boal - o casal que ganhou um Oscar por "Guerra ao Terror"- ajude a frear "a crescente reputação de incapaz do presidente Obama".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo