Entretenimento

Família de Amy Winehouse pede mais ajuda para jovens drogados

01/08/2011 15h35

Londres, 1 ago (EFE).- A família de Amy Winehouse pediu ajuda às autoridades britânicas nesta segunda-feira para iniciar uma fundação dedicada à reabilitação de jovens drogados que levará o nome da cantora.

O pai da cantora, Mitch Winehouse, se reuniu nesta segunda-feira com representantes do Governo e do Parlamento britânico e solicitou mais recursos para tratar jovens com problemas de dependência.

Amy Winehouse, que tinha uma fortuna calculada em US$ 24,4 milhões, foi encontrada morta em seu apartamento de Londres no dia 23 de julho após uma longa trajetória de dependência de drogas e álcool.

Segundo a imprensa britânica, embora tenha tentado se reabilitar várias vezes, a cantora continuou consumindo drogas até o final de seus dias, apesar de a Polícia ainda não ter esclarecido a causa oficial de sua morte à espera dos resultados dos testes toxicológicos.

O pai da falecida cantora conversou com o secretário de Estado britânico do Interior, James Brokenshire, e com o deputado Keith Vaz, que declarou depois do encontro que Mitch tinha falado "com o coração".

Mitch Winehouse denunciou no encontro que o único centro de reabilitação para menores do Reino Unido fechou no ano passado, mas, ao sair da reunião, disse ter apreciado a "vontade" do Governo para melhorar as coisas.

O pai da cantora compareceu ao encontro acompanhado dos representantes de sua filha, Raye Cosbert e Trenton Harrison-Lewis, e de Sarah Graham, uma antiga cocainômana reabilitada e especialista em dependência química.

"Não sabíamos que (a morte de Amy) ia acontecer, mas esperamos que sirva para mostrar à população que a dependência é algo que pode matar as pessoas quando são muito jovens e que não se deve esperar até que seja tarde demais", declarou Sarah ao jornal "The Times"
Por sua parte, Simon Antrobus, da associação Addaction, que fornece tratamentos de reabilitação, disse que sua capacidade para fazê-lo está em "risco" já que o financiamento público em alguns lugares diminuiu 50%.

A morte de Amy Winehouse disparou as vendas de seus dois únicos trabalhos, colocando seu segundo disco, "Back to Black", no número um entre os mais vendidos na semana passada no Reino Unido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo