Entretenimento

Plácido Domingo é nomeado embaixador da indústria contra pirataria

26/07/2011 17h51

Londres, 26 jul (EFE).- O cantor de ópera espanhol Plácido Domingo foi nomeado nesta terça-feira em Londres representante da indústria fonográfica internacional para lutar contra a pirataria no mundo todo.

O tenor de 70 anos afirmou à Agência Efe após ser nomeado presidente da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês) que seu objetivo é conscientizar governantes e líderes mundiais do grave problema que afeta a música.

"Viajo muito e terei a oportunidade de me reunir com presidentes e primeiros-ministros de todo o mundo", disse o cantor.

Em um apaixonado discurso contra a pirataria, Domingo declarou que sempre foi "um grande defensor dos direitos de todos os que acreditam e investem em música", e que as companhias e os artistas "têm que lutar juntos para conseguir o que estamos perdendo".

A IFPI, que representa 1,4 mil gravadoras de 66 países, elegeu o cantor espanhol como presidente porque "graças a seu prestígio será escutado no mundo todo" e reconheceu, além disso, que Domingo poderá ajudar a solucionar a situação na Espanha, a mais "dramática" da Europa.

Os responsáveis da indústria fonográfica revelaram que apenas 32% dos internautas espanhóis acreditam que a pirataria é um crime, contra 71% dos dinamarqueses.

Para Domingo, diretor da ópera de Los Angeles, a tecnologia tem muitas vantagens, mas também trouxe grandes desafios. "Muitos jovens aprenderam a usar internet antes de ler e não concebem pagar por música", comentou.

Além disso, o tenor lembrou que há pouco tempo as pessoas faziam filas intermináveis nas lojas para que um músico autografasse um disco, "algo que já não acontece", e destacou que as gravadoras estão desaparecendo, o que está acabando com o emprego de milhares de pessoas, não só artistas, mas também produtores, engenheiros e técnicos de som.

Domingo também mencionou os jovens músicos que fazem parte de seus diversos projetos de formação em Valência, Washington e Los Angeles. "Muitos deles não poderão ter uma carreira fonográfica por culpa da pirataria", lamentou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo