Entretenimento

Obra de Gustav Klimt que foi depredada por nazistas será leiloada

15/07/2011 12h12

Viena, 15 jul (EFE) - A casa de leilões Sotheby's colocará à venda no próximo dia 2 de novembro em Nova York uma tela do pintor austríaco Gustav Klimt, avaliada em US$ 24,4 milhões, que foi depredada pelos nazistas e restituída recentemente aos herdeiros de sua proprietária, informou o jornal "Der Standard".


Trata-se da obra "Litzlberg am Attersee", pintada em 1915 e que foi roubada pelos nazistas depois que sua proprietária foi deportada e assassinada em 1941.

Em 21 de abril, o Museu de Arte Moderna de Salzburgo anunciou a restituição do quadro aos herdeiros da proprietária original.

O atual proprietário do valioso quadro é Georges Jorisch, neto de Amalie Redlich, que adquiriu a obra em 1938. Em 1941, ela foi enviada a um campo de concentração na Polônia, onde foi morta.

A Gestapo se apropriou do quadro e o vendeu a um marchand de arte de Salzburgo. Depois disso ele foi parar no Museu de Arte Moderna.

Jorisch anunciou que doará US$ 1,7 milhão ao museu austríaco onde o quadro ficou exposto até agora.

Segundo o "Der Standard", especialistas da Sotheby's avaliaram o quadro em US$ 24,4 milhões, mas se espera que o preço final de venda seja muito maior.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo