Entretenimento

Morre o ex-magnata da comunicação alemão Leo Kirch

14/07/2011 09h44

Berlim, 14 jul (EFE).- O ex-magnata da comunicação alemão Leo Kirch morreu nesta quarta-feira à noite aos 84 anos, indicaram nesta quinta-feira fontes de sua família em Munique.

Kirch, nascido em Fahr (sul da Alemanha) em 1926 e exemplo do empresário que emerge do nada, foi considerado durante décadas o equivalente alemão do australiano Rupert Murdoch.

O ex-magnata chegou a controlar um império que contava com 10 mil empregados, um arquivo de produções de televisão de mais de 10 mil títulos e 40 mil horas de séries televisivas distribuídas entre os canais "ProSieben", "Sat 1", o canal de notícias "N24" e o esportivo "DSF".

Fortemente ligado ao entorno do patriarca da União Democrata-Cristã, o ex-chanceler Helmut Kohl, entrou em dificuldades econômicas no início de 2000, após a aquisição dos direitos das Copas do Mundo de 2002 e 2006.

Finalmente apresentou moratória em 2002, ao fracassarem todas as tentativas de resgate dos bancos credores e dos sócios minoritários. Na ocasião, o grupo Kirch tinha uma dívida acumulada de 6,5 bilhões de euros.

O próprio magnata e fundador do grupo considerou responsável pela quebra de seu império o então presidente do Deutsche Bank, Rolf Breuer, contra quem empreendeu uma longa ação judicial.

O grupo Kirch chegou a ser o segundo maior grupo midiático da Alemanha, depois do Bertelsmann, e controlava, entre outros, a maior rede de televisão privada na Alemanha, a "ProSiebenSat1", assim como o canal pago "Premiere" (atual "Sky").

Além disso, o império Kirch chegou a possuir o maior arquivo cinematográfico da Europa e era estruturado em diferentes empresas.

Kirch, que sofria de diabetes e perda progressiva de visão até ficar à beira da cegueira, vivia praticamente isolado da vida pública desde que em 2007 teve o pé esquerdo amputado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo