Entretenimento

Família de Saint-Exupéry planeja museu dedicado a "O Pequeno Príncipe"

France Presse
O escritor francês Antoine de Saint-Exupéry Imagem: France Presse

29/06/2011 16h03

Paris, 29 jun (EFE).- A família do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry espera abrir em três anos um museu dedicado ao autor de "O Pequeno Príncipe" na mansão do século XVIII onde o aviador passava os verões de sua infância.

Coincidindo com o aniversário de nascimento de Saint-Exupéry, em 1900, seus herdeiros apresentaram nesta quarta-feira o projeto "Casa do Pequeno Príncipe", no castelo de Saint-Maurice-de-Rémens, situado em Ain, a poucos quilômetros ao norte de sua Lyon natal (sudeste da França).

Caso se cumpram os prazos fixados pelo município e pelo sobrinho-neto do escritor, Olivier d'Agay, o lugar abriria suas portas em 29 de junho de 2014, com três áreas bem diferenciadas: uma parte de memória, um espaço cultural aberto e um centro de recursos equipado com vídeos e hologramas.

O primeiro passo para concretizar o projeto do museu consistia em adquirir a mansão de cinco andares, fechada durante os últimos 20 anos, apesar de ter passado por diferentes proprietários.

Em 2009, a Prefeitura de Ain, que representa pouco mais de 700 moradores, fez um empréstimo de 950 mil euros a 30 anos para comprar o edifício e garantir a continuidade da casa e do jardim onde Saint-Exupéry (1900-1944) sonhava em se transformar no aviador que terminou sendo.

"Ele tentou acoplar uma espécie de asas a sua bicicleta para fazê-la voar como um avião (...) e acabou quebrando um braço", relata um dos moradores de Ain quando relembra o que escutou sobre o menino que vagava por suas ruas há um século.

Agora, a realização do projeto está pendente da arrecadação de 20 milhões de euros, que servirão para habilitar o imóvel. Para isso, esperam atrair investidores interessados na exploração do museu, que acreditam que contará com cerca de 100 mil visitantes por ano.

Este seria o primeiro museu na França dedicado ao autor, desaparecido em combate no Mediterrâneo durante a Segunda Guerra Mundial a bordo de um Lightning P38 que combatia na Resistência contra os nazistas. Muitos, porém, preferem imaginar que o escritor esteja em algum ponto perdido do deserto do Saara.

No entanto, também não seria o primeiro museu em sua honra no mundo, já que desde 2006, na cidade japonesa de Hakone, o público pode desfrutar de uma réplica do castelo de Saint-Maurice-de-Rémens que funciona como um local onde "a serenidade, a poesia e a paixão de 'O Pequeno Príncipe' e de seu autor" são transmitidas aos visitantes, explicam os familiares de Saint-Exupéry.

Cinco anos depois da abertura do espaço no Japão, é a vez de seus parentes tentarem fazer com que os muros que o viram crescer se transformem no templo por excelência do legado de um escritor que, quando era perguntado de onde vinha, respondia: "Da infância".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo