Entretenimento

Descobertos na Ucrânia os segundos Homo sapiens mais antigos da Europa

28/06/2011 11h46

Paris, 28 jun (EFE).- Restos humanos de 32 mil anos de antiguidade foram descobertos na península da Criméia, ao sul da Ucrânia, que comprovam a presença dos segundos Homo sapiens mais antigos da Europa, os primeiros foram encontrados em uma jazida na Romênia.

O Centro Nacional de Pesquisa Científica francês (CNRS), que participou da expedição, explicou em comunicado nesta terça-feira que são ao menos cinco indivíduos: uma criança, dois adolescentes e dois adultos, que foram achados junto a ferramentas talhadas de pedra e ossos, joias em forma de pérola de marfim de mamute e conchas perfuradas.

Os pesquisadores destacaram que os esqueletos na Criméia tinham a cabeça separada do corpo, o que atribuíram a um provável ritual funerário, afastando a ideia de canibalismo.

Na jazida ucraniana, situada em uma região montanhosa e explorada em diversas ocasiões, foram encontrados agora 162 fragmentos ósseos humanos, assim como de antílopes, raposas e lebres, em uma camada rochosa correspondente ao paleolítico superior.

O CNRS destacou que a descoberta abre as portas para estudos mais pluridisciplinares na área.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo