Entretenimento

Festival de Cinema HRW estreia em NY com filme de Rachel Weisz

16/06/2011 15h08

Nova York, 16 jun (EFE).- A 22ª edição do Festival de Cinema do Human Rights Watch (HRW) estreia nesta quinta-feira em Nova York com a projeção de "A Informante", protagonizada pela premiada atriz Rachel Weisz e que denuncia a corrupção das forças internacionais no pós-guerra na Bósnia.

O thriller é baseado no livro homônimo escrito pela americana Kathryn Bolkovac, que narra sua própria experiência enquanto trabalhava em Sarajevo para uma companhia privada contratada pelos Estados Unidos para supervisionar o processo de reconstrução da Bósnia após a guerra.

Rachel ("O Jardineiro Fiel"), dirigida por Larysa Kondracki, vive essa mulher que descobre que oficiais e membros das forças internacionais mobilizadas pela ONU nos Bálcãs estão envolvidos em casos de violações e prostituição.

A autora do livro, que foi policial no estado de Nebraska, sustenta que as forças internacionais permitiam que as máfias da Europa do Leste exercessem o tráfico de brancas para prostituição na Bósnia e que seu pessoal frequentava locais onde se obrigava às mulheres a prostituir-se.

"A Informante", que conta com Vanessa Redgrave e Monica Bellucci, protagoniza assim a cerimônia de abertura, que custa US$ 500 por ingresso que será direcionado para projetos beneficentes da Human Rights Watch (HRW).

A edição do festival, realizada no Walter Reade Theater da Sociedade Cinematográfica do Lincoln Center, exibirá 19 filmes de 12 países e que têm em comum a vontade de "inspirar, informar e provocar o debate", segundo indicaram os responsáveis da organização em comunicado.

Assim, após "A Informante", a mostra continuará com "Granito: How to Nail a Dictator", filmado neste ano por Pamela Yates, Peter Kinoy e Paco de Onis e que narra o julgamento por genocídio de vários antigos membros do Governo guatemalteco.

Enquanto isso, "Impunity", uma co-produção da Colômbia, França e Suíça dirigida por Juan José Lozano e Hollman Morris, mostrará as feridas da violência paramilitar na Colômbia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo