Entretenimento

Para Schumman, cinema independente dos EUA também enfrenta dificuldades

11/06/2011 17h30

Fortaleza, 11 jun (EFE).- O cinema independente dos Estados Unidos enfrenta às mesmas dificuldades de promoção e distribuição que afetam as indústrias cinematográficas modestas e também depende de festivais internacionais para chegar ao grande público, afirmou neste sábado o diretor brasileiro Werner Schumann.

"O cinema independente americano tem os mesmos problemas que a gente", disse o cineasta à Agência Efe durante 21ª edição do festival de cinema ibero-americano Cinema Ceará.

Schumann destacou que o idioma é um fator que condiciona a projeção internacional de um filme, principalmente para os de língua portuguesa. No entanto, considerou que essas dificuldades não devem desmotivar diretores em suas línguas nativas, já que representam um "patrimônio".

Schumann, que abriu o festival na quarta-feira com seu filme "O Coro", inédito no país, disse que o cinema brasileiro está se diversificando nos últimos anos.

"Já não se faz cinema apenas no Rio e em São Paulo, em parte graças à tecnologia digital", disse o realizador, que reconheceu que, apesar de as produções americanas terem protagonizado os circuitos "nos últimos 10 anos" o mais cinema brasileiro está conseguindo conquistar seu espaço.

Para ele, esse fenômeno se dá à irrupção de histórias "mais populares" que atraem mais o público como, por exemplo, a saga "Tropa de Elite".

O diretor acrescentou que no país são produzidos cerca de 150 filmes todos os anos, embora poucos chegassem à telona e disse que o brasileiro sente "inveja" do argentino devido ao sucesso de crítica que têm conquistado, à sua maior projeção internacional e à ousadia nos temas que aborda.

"O Coro", rodado em preto e branco, estreou em 2010 na Argentina no Festival de Cinema de Mar del Plata e narra conflitos vitais dos integrantes de uma orquestra sinfônica do sul do Brasil."É um retrato da sociedade", disse.

O festival Cinema Ceará, um dos eventos do cinema independente mais destacados do Brasil, começou há 21 anos como uma mostra de cinema local dedicada à curtas-metragens.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo