Topo

Entretenimento

Renzo Piano propõe edifício que "levita" para centro cultural de Santander

07/06/2011 17h21

Santander (Espanha), 7 jun (EFE).- O projeto do arquiteto italiano Renzo Piano para o futuro Centro Botín de Arte e Cultura praticamente "levita" sobre os píeres do porto de Santander (Espanha) para não interromper o passeio nem bloquear a visão da baía, e contará com uma sala de exposições "única na Europa".

"Renzo Piano está obcecado em devolver o espaço aos cidadãos, por isso este edifício tem que ser um presente para Santander", explicou nesta terça-feira o diretor-geral da Fundação Botín, Íñigo Sáenz de Miera, em encontro com jornalistas.

O arquiteto genovês, autor do Centro Pompidou de Paris e da ala moderna do Instituto de Arte de Chicago, se encontrou nesta terça-feira com representantes da Fundação Botín e com o presidente da Comissão Artística do Centro, Vicente Todolí, para apresentar seu projeto.

A Fundação espera que as obras possam começar no primeiro semestre de 2012, permitindo a abertura oficial do Centro no verão de 2014 - coincidindo com o Campeonato Mundial de Vela que será disputado em Santander.

O prédio de Piano terá entre 6.500 e 7.000 metros quadrados divididos em dois volumes, no píer de Albareda, e sua altura não superará a das árvores dos Jardins de Pereda.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento