Entretenimento

Gil Scott-Heron, o "padrinho do rap", morre aos 62 anos

28/05/2011 15h00

Washington, 28 mai (EFE).- O músico americano Gil Scott-Heron, cuja fusão de ativismo político, versos recitados e percussões minimalistas valeu-lhe o apelido de "padrinho do rap", morreu nesta sexta-feira à noite em Nova York, aos 62 anos.

Segundo informa neste sábado o jornal "New York Daily News", o artista, que durante anos manteve uma forte dependência em cocaína, morreu no centro médico St. Luke's de Manhattan, onde tinha sido internado após adoecer ao voltar de uma viagem à Europa.

Scott-Heron se tornou pioneiro da cultura hip-hop em 1971, com a música "The Revolution Will Not Be Televised", na qual recorria à palavra falada para atacar a superficialidade dos meios de comunicação de massa e sugerir que as verdadeiras histórias interessantes estavam fora do alcance midiático.

Anos depois, essa provocativa mensagem inspirou dezenas de cantores de rap, de Common e Public Enemy a Kanye West, que utilizou fragmentos das canções de Scott-Heron para compor suas próprias músicas.

Após a morte do "padrinho do rap" ser divulgada, o vocalista do Public Enemy, Chuck D, lamentou a perda em seu perfil no Twitter.

"Fazemos o que fazemos e como fazemos devido a você", escreveu o rapper, que trabalhou recentemente em um projeto com o músico.

Nascido em Chicago, Scott-Heron cresceu no Tennessee e no Bronx, onde teve contato com o blues e a literatura, já que sua mãe era bibliotecária.

Embora tenha afirmado em muitas ocasiões que se considerava um pianista, era ao mesmo tempo poeta e romancista, além de um ideólogo radical negro que para compor se inspirava no movimento, no tempo, nos lugares e nas mudanças de estação.

Entre as mais de 120 canções que compôs, destacam-se o primeiro hino negro americano contra o apartheid na África do Sul, "Johannesburg", e a música sobre o alcoolismo contemporâneo "The Bottle".

Scott-Heron foi ainda professor de escrita criativa, poesia e romance na Universidade de Johns Hopkins e na do Distrito de Columbia, ambas na capital americana.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo