Entretenimento

Personagens monumentais de Botero reinam em leilão em Nova York

Reprodução/Sotheby
Obra de Botero leiloada na Sotheby de Nova York (26/5/11) Imagem: Reprodução/Sotheby

Ana Crespo

26/05/2011 03h29

Nova York - Os personagens redondos e monumentais do colombiano Fernando Botero reinaram nesta quarta-feira em um leilão de arte latino-americana realizado pela Sotheby's em Nova York, no qual várias de suas obras foram vendidas por mais de US$ 1 milhão, assim como produções de outros mestres da região, como Rufino Tamayo e Wilfredo Lam.

"Botero é um artista que tem um poder de reconhecimento instantâneo, e é um dos que mais marcaram a arte do fim do século XX", explicou à Agência Efe o vice-presidente da Sotheby's, Axel Stein.

O quadro assinado por Botero "Una familia" (1972) foi vendido por US$ 1,39 milhão, a obra mais cara do leilão e uma prova da fascinação que as produções do artista colombiano exercem sobre os colecionadores.

Segundo um especialista da Sotheby's, este quadro é uma das obras mais importantes do leilão de arte latino-americana desta quarta-feira, na qual este artista foi o maior protagonista.

Dentre o leilão de obras de artistas da América Latina, a casa de leilões dedicou uma seção exclusiva a Botero, a primeira que a Sotheby's dedica a um latino-americano desde a realizada em Londres em 1992 com o trabalho do uruguaio Joaquín Torres García (1874-1949).

O quadro de Botero faz parte de uma série de famílias que o artista iniciou na década de 1970 e que retomou ao longo de sua carreira, e retrata uma cena moderna, na qual o pai aparece sentado, enquanto a mãe está de pé e as crianças aparecem apoiadas sobre eles.

Sob o título "Fernando Botero: Uma celebração", o leilão incluiu outras obras, como a monumental escultura em bronze "Hombre a Caballo" (1992), de dois metros e meio de altura e pela qual seu comprador pagou US$ 1,17 milhão.

A figura, tão pesada que a casa de leilões não pôde levá-la aos andares superiores de sua sede em Manhattan, exibindo-a na entrada, foi arrematada dentro de seu preço estimado de entre US$ 800 mil e US$ 1,2 milhão.

Também cativou os colecionadores o voluptuoso quadro "Desnudo" (1983), no qual uma mulher aparece sentada sobre uma cama em atitude relaxada, vendido por US$ 632.500.

"Botero usa um tema clássico na arte como a nudez da mulher e o reinterpreta de uma maneira original", avaliou o especialista.

Outro dos exemplos do particular estilo de Botero ao tratar a nudez é o sensual quadro lenço "Amantes en el sofá francés" (1972), que mostra um casal recostado, com o homem embalando uma mulher e que foi arrematado por US$ 602.500.

Desta forma, Botero foi a grande estrela do leilão, que também incluiu obras de clássicos como os mexicanos Diego Rivera e Frida Kahlo, como mostra da riqueza e da diversidade da arte latino-americana.

O mexicano Rufino Tamayo (1899-1991) também esteve representado, e teve o seu "Mujer jugando con su hijo" (1946) vendido por US$ 1,37 milhão.

Por outro lado, o quadro do cubano Wilfredo Lam (1902-1982) "Les oiseaux voilés" (1945) alcançou US$ 1,02 milhão.

Além disso, a obra intitulada "Morfología del deseo (Morfología psicológica Nº 37)", do chileno Roberto Matta (1911-2002), encontrou novo dono por US$ 902.500, enquanto a paisagem da cidade espanhola de Toledo, intitulado "The old Hamlet", do mexicano Diego Rivera (1886-1957), foi arrematada por US$ 992.500.

Por outro lado, não encontrou comprador um delicado autorretrato em miniatura - de apenas cinco centímetros - que a mexicana Frida Kahlo (1907-1954) pintou para seu amante José Bártoli. A obra estava avaliada em US$ 800 mil.

Botero também estará presente nos leilões da Christie's, que nesta quinta-feira porá à venda "Colombian Landscape" por mais de US$ 800 mil e "Hommage to Bonnard" por entre US$ 500 mil e US$ 700 mil, entre diversas obras do colombiano e de outros artistas da região.

Em leilão no qual serão vendidas obras de Tamayo, Rivera e Lam, o responsável de arte latino-americana da Christie's, Virgilio Garza, destacou também um quadro do mexicano Miguel Covarrubias (1904-1957), "Ofreciendo frutas para el templo" (1932), avaliado entre US$ 200 mil e US$ 300 mil.

A Christie's e a Sotheby's esperam equiparar seus resultados aos da passada temporada de primavera, quando arrecadaram nas vendas de arte latino-americana US$ 37,29 milhões em suas sedes de Manhattan, resultado quase duas vezes maior que o da mesma temporada em 2009.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo