Topo

Entretenimento

Jodie Foster apresenta em Cannes declaração de amizade a Mel Gibson

17/05/2011 13h59

Cannes (França), 17 mai (EFE).- No pior momento da carreira de Mel Gibson, sua amiga Jodie Foster o dirige em "Um novo despertar", filme apresentado nesta terça-feira fora do concurso em Cannes e na qual o australiano faz um 'striptease' emocional com seu personagem deprimido que encontra salvação em um fantoche.

"O castor é um animal que constrói coisas e depois as destrói", explicou Jodie em entrevista coletiva, um paralelo vivido por Mel Gibson na atualidade, quem construiu um duradouro estrelato em Hollywood e agora parece empenhado a jogar por terra o prestígio conquistado com sua vida pessoal.

"Para este personagem não pensei em mais ninguém. Mel é alguém que entende o humor, a luz e o encantamento do personagem, mas também conheço profundamente sua luta para continuar em frente", afirmou.

Jodie Foster se reserva neste filme o papel de esposa do protagonista e contou também com os talentos juvenis de Jennifer Lawrence e Cherry Jones.

Essa mudança será, ao menos, curiosa, já que o empresário de sucesso que está imerso em uma depressão há dois anos, começa a recuperar o entusiasmo pela vida ao comunicar-se única e exclusivamente - inclusive durante suas relações sexuais - por meio de uma marionete de castor.

A diretora se mostrou radiante e feliz no festival francês após o fracasso registrado nos Estados Unidos, onde arrecadou apenas US$ 300 mil desde o dia da estreia em 6 de maio.

Para "salvar" Mel Gibson após seus problemas com álcool e suas polêmicas declarações antissemitas, Jodie Foster aplicou a medicina que com ela funciona muito bem em seu amigo.

"Os filmes são para mim uma viagem de sobrevivência. Para mim é difícil admitir que algo me incomoda. Os filmes são uma forma de tratamento emocional e intelectual", explicou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento