Entretenimento

Dança urbana leva criatividade e expressão às ruas de São Paulo

27/04/2011 19h04

São Paulo, 27 abr (EFE) - O Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas levou nesta quarta-feira criatividade e expressão à avenida Paulista, em São Paulo, que recebe até o próximo sábado 16 grupos de sete países.

A peça "Dolap", do grupo turco Taldans, foi a encarregada de abrir a sexta edição do festival, que começou na praça Mario Covas da Avenida Paulista.

Os movimentos sem música do casal de dançarinos do grupo Taldans incluíram uma geladeira, que segundo os responsáveis do ato era a "terceira protagonista" da apresentação.

Com cerca de 100 espectadores, a maioria transeuntes que no horário de almoço circulavam pela calçada da avenida, a apresentação turca roubou os aplausos dos curiosos.

Na segunda atuação do dia, a companhia de dança uruguaia Proyecto La Casa, literalmente interagiu com o público com a obra "Siredia", na qual utilizou papéis, vidros, caixas de som, explosivos, globos, espelhos de carro, cabos e cadeiras em diferentes perfomances.

A dançarina Marina Marchesano destacou a "resposta diferente" que o público dá a cada uma das apresentações.

"É a mesma obra, mas o público nem sempre é o mesmo os espaços também não são e então temos sempre uma resposta diferente. Além disso nossa obra serve para isso, para que cada um vá para sua casa e reflita do seu ponto de vista sobre o que viu", disse Marchesano à Agência Efe.

A alemã Maren Strack foi a terceira a se apresentar durante o primeiro dia do festival e com seu sapateio flamengo sobre dois sonoros, mas frágeis tijolos, que terminaram feitos pó, cativou ao público.

A mensagem política através da dança ficará por conta da companhia americana Maida Withers, que com uma mistura de tecnologia e dança-teatro apresentará no sábado a obra "Thresholds Crossed", sobre a situação dos prisioneiros dos Estados Unidos no Iraque e na base de Guantánamo.

O grupo belga Irene K, no entanto, exibirá em cena "Xtra Large", uma coreografia inspirada nos personagens obesos do pintor e escultor colombiano Fernando Botero.

O festival reúne 30 dançarinos com 16 espetáculos de companhias de dança do Brasil, Uruguai, Turquia, Estados Unidos, Itália, Bélgica e Alemanha, que durante esses dias se apresentam em diferentes lugares da avenida Paulista.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo