Topo

Entretenimento

Microsoft vai processar Google na UE por violação de livre concorrência

31/03/2011 08h09

Bruxelas, 31 mar (EFE).- A Microsoft anunciou nesta quinta-feira que pretende processar a Google na Comissão Europeia - órgão executivo da União Europeia (UE) - por práticas contra as leis de concorrência do bloco europeu, ao considerar que a empresa rival discrimina e impede a possibilidade de inovação dos concorrentes.

Em um blog corporativo, a Microsoft indicou que "vai apresentar uma denúncia formal na Comissão Europeia" como parte da investigação que o órgão da UE tem aberta para investigar se a Google violou a lei europeia de concorrência.

Atualmente, a Comissão já investiga a Google por práticas monopolísticas e de discriminação contra os concorrentes.

Os responsáveis da Microsoft reconheceram que a Google deve continuar livre para inovar, mas contestaram-na por supostamente permitir "práticas que restrinjam a outros a possibilidade de inovar e oferecer alternativas competitivas".

Nesse contexto, a Microsoft ressaltou que a Google tem uma cota de 95% do mercado de buscas na internet europeia, um número que contrasta com a fatia da Microsoft nos Estados Unidos, onde esta domina um quarto das buscas, seja diretamente por seu buscador Bing ou por seu acordo com a Yahoo!, proprietária do buscador homônimo.

A denúncia da Microsoft se baseia no modelo de ações usado pela Google para reforçar sua "posição dominante nos mercados das buscas na internet e de buscas e publicidade, em detrimento dos consumidores europeus".

Segundo a Microsoft, a Google construiu seu negócio sobre a indexação e apresentação de fragmentos do conteúdo do site de outras organizações e, assim, teria "isolado" o acesso a certos dados e conteúdos que os concorrentes precisam para oferecer os resultados das buscas dos consumidores e, dessa forma, atrair anunciantes.

Como exemplo, a Microsoft indicou que a Google comprou o YouTube em 2006 e que, desde então, nenhum outro buscador pode competir na busca de vídeos deste site.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento