Topo

Entretenimento

Unidos da Tijuca leva Hollywood ao Sambódromo do Rio

07/03/2011 08h17

Jaime Ortega Carrascal.

Rio de Janeiro, 7 mar (EFE).- A escola de samba Unidos da Tijuca, atual campeã do Carnaval, mostrou na Marquês de Sapucaí que é favorita a conquistar novamente o título ao apresentar na madrugada desta segunda-feira um desfile inspirado em Hollywood que emocionou o público e despertou gritos de "bicampeã".

A Unidos da Tijuca foi a quarta escola a se apresentar na primeira noite do Grupo Especial do Carnaval carioca e, apesar do tradicional espetáculo de seus desfiles, o desta segunda-feira surpreendeu os milhares de presentes no Sambódromo.

Com o título "Esta noite levarei sua alma", o carnavalesco Paulo Barros uniu cinema e samba para mostrar como o medo, a aventura e o mistério estão presentes na vida das pessoas.

A comissão de frente encantou o público com truques de ilusionismo, em que cabeças se desprendiam do corpo e voltavam a seu lugar.

Em seguida, a escola abordou o cinema com suspense, terror, aventura e ficção, representando nos carros alegóricos cenas de filmes como "Tubarão", "Guerra nas Estrelas", "O Nome da Rosa", "Os Caça-Fantasmas", "Harry Potter" e "Indiana Jones".

Não podia faltar no desfile uma ostentosa cena de "Avatar" na qual dezenas de Navis dançavam ao compasso do samba na biosfera de Pandora recriada com luxo de detalhes, nem os dinossauros de "Jurassic Park" que tentavam morder suas presas.

Mas a Unidos da Tijuca não parou por aí. Fez uma floresta tropical no Sambódromo para recriar o filme "Nas Montanhas dos Gorilas" e ruínas de uma cultura antiga nas quais um dublê de Indiana Jones escapa por pouco de ser esmagado de uma rocha gigante.

Quando o público no Sambódromo achava que tinha visto de tudo, a escola surpreendeu com um grande carro alegórico em que Harry Potter e outros 30 estudantes da escola de magia e bruxaria de Hogwarts participam de um jantar organizado por Albus Dumbledore.

Em meio ao desfile, a mesa ao redor da qual estavam reunidos os aprendizes de feiticeiro se levantava como se fosse mágica, e se inclinava em todas as direções, para delírio do público que, novamente de pé, cantava e aplaudia a passagem dos artistas.

O espetáculo da Unidos da Tijuca foi precedido pela passagem de São Clemente, Imperatriz Leopoldinense e Portela, que, apesar das belezas apresentadas, não despertaram o mesmo encanto entre os espectadores.

A primeira escola a desfilar pela avenida foi a São Clemente, que fez homenagem à cidade sob o titulo "O meu, o seu, o nosso Rio, abençoado por Deus e bonito por natureza".

Em seguida, se apresentaram Imperatriz Leopoldinense, com o tema "A Imperatriz adverte: Sambar faz bem à saúde", que contou a história da medicina, e a Portela, que, com o título "Rio, azul da cor do mar", falou sobre a história das navegações, e empolgou com a bateria, mas foi prejudicada pelo incêndio de um mês atrás em seu barracão, que destruiu parte dos carros alegóricos e fantasias.

Após a Unidos da Tijuca, quarta a se apresentar, foi a vez da Vila Isabel desfilar com o tema "Mitos e Histórias Entrelaçadas Pelos Fios de Cabelo", show que incluiu desde Sansão até Rapunzel, além da longa cabeleira de Lady Godiva, que teve como grande atração a modelo Gisele Bündchen.

O primeiro dia de desfiles, que se prolongou até o amanhecer desta segunda-feira, foi encerrado pela Mangueira, que, com o tema "O Filho Fiel, Sempre Mangueira", dedicado ao centenário de Nelson Cavaquinho, um dos grandes compositores da escola.

Os desfiles voltarão à Sapucaí nesta noite com as outras seis escolas do Grupo Especial: União da Ilha, Salgueiro, Mocidade, Grande Rio, Porto da Pedra e Beija-Flor.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento