Entretenimento

Primeiro-ministro palestino procura inspiração para Governo no Facebook

05/03/2011 06h05

Saud Abu Ramadan.

Gaza, 5 mar (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Salam Fayyad, utilizou o Facebook para perguntar aos cidadãos, sobretudo os jovens, sua opinião sobre a composição de um novo Governo.

Em seu perfil da rede social, Fayyad formula perguntas específicas aos jovens sobre seus desejos e atitudes em relação à eventual formação de um novo Executivo, bem como qual deveria ser sua composição, citando nomes de possíveis candidatos a ministros.

A ideia já reuniu centenas de reações de palestinos que expressaram suas opiniões por meio do Facebook.

As redes sociais se transformaram recentemente em um dos meios mais importantes para a reivindicação das mudanças que estão ocorrendo no Oriente Médio, com a queda dos regimes da Tunísia e do Egito a partir de manifestações iniciadas por jovens árabes que exigiam reformas políticas e democráticas.

Há duas semanas, o Governo da ANP renunciou diante do presidente palestino, Mahmoud Abbas, que, no entanto, designou Fayyad para que formasse um novo Gabinete de caráter provisório até a realização de eleições legislativas.

Conhecido por ser um político independente, tecnocrata e economista de destaque, Fayyad está focado em formar um amplo Governo de coalizão que inclua todos os setores da sociedade palestina.

"Solicito aos jovens palestinos sua opinião sobre personalidades adequadas para cargos no novo Governo", diz uma das mensagens do perfil do Facebook de Fayyad.

Um jovem internauta sugere que forme um amplo Governo de união nacional para a Cisjordânia e a Faixa de Gaza - governada pelo movimento Hamas -, enquanto outros pedem para que lute contra a pobreza, o desemprego e melhore a educação.

Kareem Shabet, de Gaza, questiona Fayyad sobre seu futuro incerto na faixa mediterrânea, "em nome de todos os graduados recentemente que continuam sem trabalho e não podem consegui-lo por conta da crise interna".

Yazzan, de 28 anos e da cidade cisjordaniana de Ramala, acredita que a ideia de Fayyad de abrir uma página no Facebook "é o primeiro passo positivo desse tipo na história palestina, destinado a atrair grande parte da população, que é jovem".

Mahmoud, outro jovem que trabalha no setor privado, pede a Fayyad que leve em consideração todas as propostas e sugestões dos jovens relacionadas com a plataforma de Governo e preferências quanto aos candidatos a ministro.

Para Anás, um palestino de 30 anos de Kalkilia, no norte da Cisjordânia ocupada, a ideia "é uma boa oportunidade para alcançar a geração mais importante da comunidade palestina e que utiliza amplamente o Facebook".

Rami Mahdawi, jovem fundador do fórum social digital "Electronic Social Institution Fórum", estima que a iniciativa de Fayyad não tenha precedentes: "É a primeira vez que acontece no Oriente Médio e pode ser a primeira do mundo todo".

Mahdawi aponta que na atualidade, "todo político que não leve em conta os desejos da população jovem porá em risco sua credibilidade e futuro político".

Omer al Ghoul, assessor de Fayyad, assegura que o primeiro-ministro leva muito a sério os comentários expostos em seu perfil e tenta responder às perguntas e comentários dos jovens.

"Todas as opiniões, propostas e ideias feitas pelos participantes do Facebook serão seriamente estudadas", afirma Al Ghoul, que nega que Fayyad tenha adotado a decisão por temor de que os jovens inspirados pelas revoltas tunisiana e egípcia pudessem exigir mudanças políticas.

Nashat al Aqtash, reitor da faculdade de comunicação da Universidade de Bir Zeit (Ramala) aponta que os recentes exemplos de regimes derrubados no mundo árabe evidenciaram as enormes diferenças entre os Governos e a juventude.

"Acho que é uma grande ideia envolver os jovens no processo político", conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo