Topo

Entretenimento

Cofundador do Facebook pensa em vender ações por US$ 300 milhões

03/03/2011 16h10

Nova York, 3 mar (EFE).- Um cofundador do Facebook poderia vender ações da companhia no valor de aproximadamente US$ 300 milhões, segundo divulgou nesta quinta-feira o jornal "New York Post" em sua edição digital.

Aparentemente, um dos quatro criadores do portal quer vender até dez milhões de ações do Facebook a US$ 30 por ação, indicou o jornal.

A publicação não revelou qual dos fundadores pensa em se desfazer das ações, se o diretor-executivo da companhia, Mark Zuckerberg, ou os também fundadores Chris Hughes, Dustin Moskovitz e o brasileiro Eduardo Saverin.

A venda de dez milhões de ações representaria 0,5% da empresa com sede em Palo Alto (Califórnia), que poderia fazer uma oferta pública inicial de ações em meados de 2012, explicou o jornal.

Diversos potenciais compradores já teriam demonstrado interesse e nenhum representante do Facebook deu declarações sobre o assunto, segundo a publicação.

O "Post" especificou que as participações do cofundador não têm restrições para venda, mas acrescentou que o Facebook, da mesma forma que outras empresas tecnológicas, instaurou em 2010 novas normas que limitam a transferência de futuras participações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento