Entretenimento

Artesão conquista fama graças a cama de Brad Pitt

03/03/2011 06h04

Eric San Juan.

Cebu (Filipinas), 3 mar (EFE).- A venda de uma cama para o ator Brad Pitt abriu as portas do sucesso em Hollywood a um modesto artesão filipino que desenha e faz móveis inspirados nas formas da natureza.

Apesar da fama, Kenneth Cobonpue continua trabalhando na mesma oficina que sua mãe abriu há mais de três décadas na casa em Cebu, na região central das Filipinas, onde obtém a maior parte do material que emprega em suas criações.

Cobonpue confessa que foi o primeiro a se surpreender quando viu móveis feitos com suas próprias mãos em filmes como "Treze Homens e um Novo Segredo" e em séries americanas de televisão.

"Não é algo montado, não pagamos para isso. De fato, a maioria das vezes que descubro que algum móvel meu está em um filme ou televisão é através dos meus amigos", comenta à Agência Efe.

O grande salto deste designer à fama internacional chegou quando Brad Pitt adquiriu há vários anos em uma feira de Los Angeles um de seus móveis, uma cama inspirada na forma de um côco feita com ratán, uma planta similar ao vime muito popular na Ásia.

"Não o conheço, talvez este ano possa falar com ele porque me convidaram a um evento em Hollywood. Mas acho que minhas obras deveriam ter um valor por si próprias, sem terem influência das pessoas que a compram", diz o designer, de 40 anos.

Uma réplica da cama que Pitt comprou e do berço que adquiriu para um dos filhos junto com Angelina Jolie, fazem parte da exposição de obras que Cobonpue exibe em um acolhedora casa ao lado da oficina que iniciou sua trajetória como carpintaria.

Pelo local estão cuidadosamente colocados os jogos de cadeiras, camas, mesas, estantes e lâmpadas, quase tudo feito com materiais naturais, incluindo o ratán e o bambu, que até há pouco eram considerados materiais de segunda categoria e reservados para fazer móveis de terraço ou jardim.

"Queria transformá-los em um material elegante, pois Filipinas já exportava muitos móveis baratos de ratán e de bambu e eu queria mudar essa linha", assinala o artesão cujo desejo era criar peças exclusivas que se adaptem ao salão de uma casa e a um dormitório.

Cobonpue aponta que a aposta pelo ratán e o bambu também tem uma vertente ecológica, já que ambas são muito abundantes nas Filipinas, ao contrário que outras espécies de árvores e plantas, gravemente ameaçadas pelo desmatamento indiscriminado.

"Acho que a inovação com fibras naturais pouco exploradas foi um dos meus segredos. Até agora só se usava madeira, mas também podemos usar o ratán, o bambu e as algas. Acho que comecei a criar desenhos inovadores com estes materiais no momento oportuno", reflete.

Na oficina junto a sua casa situada no centro da cidade, várias dezenas de operários serram, talham, lixam e pintam suas criações, sem praticamente recorrer ao emprego de máquinas.

Foi neste lugar, quando a fábrica não era mais que um pequeno apêndice da casa familiar, onde um pequeno Cobonpue se interessou pelo mundo do design vendo os funcionários de sua mãe trabalhar, uma artesã respeitada pelos aldeões.

"Após uma tentativa frustrada de estudar administração, tratei de entrar na escola de Belas Artes nas Filipinas, mas não me admitiram porque não desenhava suficientemente bem. Passei um ano praticando desenho e terminei estudando em Nova York", relata.

Com o título debaixo do braço, Cobonpue tentou no início dos anos 1990 instalar-se durante um tempo nos Estados Unidos, mas ao não encontrar trabalho retornou às Filipinas para ajudar sua mãe no negócio familiar.

"Então comecei de verdade a desenhar. No início me inspirava, sobretudo, na natureza, em lembranças de infância, e continuo nessa linha. A beleza pode estar em qualquer objeto. Por exemplo, uma das minhas últimas criações está baseada em uma lata de refrigerante esmagada. O desafio do design é encontrar essa beleza", sorri o designer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo