Entretenimento

Crítica aponta defeitos do Oscar e de seus jovens apresentadores

28/02/2011 17h34

Los Angeles (EUA), 28 fev (EFE).- A cerimônia da 83ª edição do Oscar realizada no domingo em Los Angeles foi um cúmulo de erros segundo a imprensa especializada americana, que criticou nesta segunda-feira o trabalho do jovem apresentador James Franco e Anne Hathaway.

Em sua análise do evento, Tim Goodman do "The Hollywood Reporter", não duvidou em qualificar a cerimônia como "uma das piores da história" e a seleção de Franco e Anne como uma ideia "espetacularmente ruim".

Goodman, muito duro em suas revisões, criticou à vontade especialmente Franco e garantiu que a cerimônia seria lembrada como a noite na qual foi incapaz de "atuar como mestre de cerimônias".

"Dava a sensação de ser mais uma de suas atuações artísticas na tentativa real de ser apresentador. Frequentemente parecia aborrecido ou como se estivesse de novo em "Segurando as Pontas" (comédia de 2008). Pelo menos Anne cantou, dançou e soube ser graciosa", comentou Goodman, que também depreciou o formato da cerimônia.

"Muita gente fora da indústria do cinema não tem interesse no som, na iluminação, na edição ou na maquiagem. Os grandes prêmios que o povo quer ver são anunciados muito tarde e são apressados pela falta de tempo", indicou.

Brian Lowry, da "Variety", declarou que é preciso "mais que uma nova camada de pintura para revigorar uma cerimônia que facilmente carece de inovação. Levando em conta os diversos prêmios de "A Origem" talvez deveríamos esquecer a emissão como um pesadelo".

Lowry avaliou positivamente os esforços de Anne por fazer amena a cerimônia e considerou evidente que os produtores do evento não "sabiam o que fazer com Franco, quem em tal momento apareceu como um travesti de Marilyn Monroe".

Para a "Variety" a aparição de Kirk Douglas, e as contribuições de Christian Bale, Sandra Bullock, Russell Brand e Helen Mirren foram o destaque da noite.

Para o "Los Angeles Times", Anne e Franco pecaram em seu papel como mestres de cerimônia para tentarem se distanciar da postura de Ricky Gervais nos Globos de Ouro e acabaram com uma cerimônia entediante.

O "The New York Times", em artigo no qual mencionou a tentativa da Academia de cativar os internautas, evidenciou a falta de preparação de James Franco para apresentar o Oscar já que só poderia ensaiar durante os fins-de-semana porque o resto dos dias estava comprometido com suas aulas de doutorado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo