Topo

Entretenimento

"O Discurso do Rei" se torna o favorito ao Oscar com 12 indicações

25/01/2011 19h25

(Atualiza com indicação de coprodução brasileira para Melhor Documentário).

Fernando Mexía.

Los Angeles (EUA), 25 jan (EFE).- "O Discurso do Rei" se tornou o grande favorito para a 83ª edição do Oscar após receber 12 indicações na cerimônia realizada nesta terça-feira em Los Angeles, enquanto "Biutiful" concorrerá a duas estatuetas.

O filme britânico sobre a gagueira do rei George VI da Inglaterra, "O Discurso do Rei", se impôs ao western dos irmãos Coen "Bravura Indômita", que disputará 10 estatuetas, e também ao longa "A Rede Social", que recebeu 8 indicações, o mesmo número que o de ficção científica "A Origem".

Apesar de ter conquistado menos indicações do que o esperado, "A Rede Social" figura em todas as apostas para levar o Oscar de melhor filme, uma categoria na qual disputará acirradamente com "O Discurso do Rei", como ocorreu nos Globos de Ouro, que foi conquistado pelo filme sobre o criador do Facebook.

Junto a estas duas produções, outras oito concorrerão na categoria de melhor filme: "Bravura Indômita", "A Origem", "Cisne Negro", "O Vencedor", "Minhas Mães e Meu Pai", "127 Horas", "Toy Story 3" e "Inverno da Alma".

O anúncio das indicações, que foi realizado na sede da Academia de Hollywood, causou poucas surpresas, como a exclusão de "Enrolados" como melhor filme de animação em vez de "O Mágico" e a ausência de Christopher Nolan na categoria de melhor direção por "A Origem".

Colin Firth ("O Discurso do Rei") e Natalie Portman ("Cisne Negro") estão entre os favoritos nas categorias de melhor ator e melhor atriz.

Javier Bardem também foi indicado pela terceira vez em sua carreira por seu trabalho em "Biutiful".

O espanhol disputará a estatueta de melhor ator com Firth, Jeff Bridges ("Bravura Indômita"), Jesse Eisenberg ("A Rede Social") e James Franco ("127 Horas").

Já Natalie terá como principal adversária Annette Bening por "Minhas Mães e Meu Pai", em uma categoria na qual também concorrem Nicole Kidman ("Reencontrando a Felicidade"), Jennifer Lawrence ("Inverno da Alma") e Michelle Williams ("Namorados para Sempre").

Nas categorias de atores coadjuvantes, "O Vencedor" dominou com a indicação de Christian Bale, Melissa Leo e Amy Adams.

Já para o Oscar de Melhor Diretor, o favorito é David Fincher ("A Rede Social"), quem concorreu ao Oscar há dois anos por "O Curioso Caso de Benjamin Button" (2008).

Fincher disputa com David O. Russell ("O Vencedor), Tom Hooper ("O Discurso do Rei") e Darren Aronofsky ("Cisne Negro") - que concorrem pela primeira vez - e com os irmãos Ethan e Joel Coen ("Bravura Indômita"), que já conquistaram a estatueta por "Onde os Fracos Não Têm Vez" (2007).

Entre as vitórias mais prováveis na cerimônia do Oscar, que será realizada em 27 de fevereiro no teatro Kodak de Los Angeles, está a de "Toy Story 3" como melhor filme de animação, frente a "Como Treinar o seu Dragão" e "O Mágico", além da de Aaron Sorkin ("A Rede Social") por melhor roteiro adaptado.

O mexicano "Biutiful", de Alejandro González Iñárritu, conseguiu a indicação de melhor filme estrangeiro e concorrerá com o dinamarquês "Em um Mundo Melhor", o canadense "Incendies", o argelino "Fora da Lei" e o grego "Dogtooth".

O Brasil também será representado no Oscar pela coprodução com o Reino Unido "Lixo Extraordinário", que concorrerá na categoria de Melhor Documentário. O filme aborda a relação do artista plástico Vik Muniz com os catadores do lixão de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias (RJ).

O documentário, de 99 minutos, foi codirigido por João Jardim, Lucy Walker, Angus Aynsley e Karen Harley.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento