Topo

Entretenimento

Brasil, Argentina e Chile concentram presença latino-americana no Midem

25/01/2011 16h47

Cannes (França), 25 jan (EFE).- O maioria dos participantes latino-americanos da 45ª edição do Midem, a feira internacional da indústria musical realizada em Cannes (França), está reunida nos estandes do Brasil, Chile e Argentina, três mercados que os especialistas insistem em classificar como "estratégicos".

Por mais um ano, estes três países mantêm sua representação no importante evento que termina nesta quarta-feira e que, no caso brasileiro, poderia acarretar em oportunidades de negócio por um valor total de meio milhão de dólares, segundo estimativas dos 12 representantes da indústria fonográfica nacional.

Os brasileiros, presentes no Midem desde 2002, relatam que nos últimos anos houve uma mudança na imagem do país no exterior, talvez um resultado dos indicadores econômicos, da forte infraestrutura de festivais de música e da consolidação da indústria digital, que cresceu 160% no último ano.

O Brasil vem sendo constantemente citado neste Midem 2011 como um mercado estratégico muito importante, ao lado de outros países emergentes com bons índices econômicos e altas taxas populacionais, como China, Índia e Rússia.

Luciana Pegorer, presidente da Associação de Músicos Independentes do Brasil, aponta para a "paixão" que o país desperta em lugares como o Japão e a Europa (sobretudo França, Alemanha e Reino Unido) e indica que os principais desafios da indústria passam por uma rápida conversão para o digital e o impulso dos novos artistas, que têm muitas dificuldades para sobreviver de seu trabalho.

Segundo Luciana, os investidores que se aproximam do mercado brasileiro não buscam tanto empregar dinheiro no país, mas buscar formas de obter rendimentos.

A delegação argentina destaca sobretudo a importância de "estar no Midem para fazer contatos". Em seu quarto ano participando da feira, a Argentina contou com 11 representantes da indústria do país e estimativas de negócio de US$ 50 mil, no caso dos profissionais mais bem colocados no mercado.

Já o estande do Chile está em sua terceira edição de Midem e conta com oito profissionais de diversas áreas, entre empresários, bandas e até uma emissora de rádio. Os profissionais observam um maior interesse pelos produtos de seu país, que atribuem a um amplo espectro musical.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento