Topo

Entretenimento

Começa contagem regressiva para os prêmios do Oscar

23/01/2011 12h36

Antonio Martín Guirado.

Los Angeles (EUA), 23 jan (EFE).- A temporada de prêmios em Hollywood entra na reta final à espera do anúncio na próxima terça-feira dos indicados ao prêmios do Oscar, com a expectativa que se confirme a disputa de gigantes entre "A Rede Social" e "O Discurso do Rei".

Os protagonistas do duelo parecem estar claros. "A Rede Social", a história sobre a criação do Facebook, foi a grande vencedora da 68ª edição dos Globos de Ouro, com os prêmios de melhor filme dramático, melhor diretor (David Fincher), melhor roteiro (Aaron Sorkin) e melhor trilha sonora (Trent Reznor e Atticus Ross).

"O Discurso do Rei", que é candidato a ter o maior número de indicações (sete) -, alcançou unicamente a recompensa para Colin Firth, que recebeu o prêmio ao melhor ator de drama e que parte como claro favorito para os prêmios do Oscar.

A produção sobre o pai da rainha Elizabeth II do Reino Unido, o rei George VI da Inglaterra, ao que tudo indica vai arrasar no Bafta, considerados o Oscar britânico, onde recebeu 14 indicações, entre estas de melhor filme, melhor diretor (Tom Hooper), melhor ator (Colin Firth), melhor roteiro original (David Seidler) e melhor atriz coadjuvante (Helena Bonham Carter).

Está previsto que na categoria de melhor filme, que este ano volta a ter dez títulos, figurem segundo a imprensa especializada, "A Origem", "127 Horas", "O Vencedor", "Bravura Indômita", "Atração Perigosa", "Inverno da Alma", "Minhas mães e meu pai" e, até mesmo, "Toy Story 3".

A lista de diretores indicados também está formada, quase com total certeza, pelos mesmos nomes que concorreram aos Globos de Ouro e que estão indicados pelo Sindicato de Diretores do país: David Fincher, Tom Hooper, Danny Boyle ("127 Horas"), Christopher Nolan ("A Origem") e David O. Russell ("O Vencedor").

No terreno da interpretação não há muito espaço para dúvidas. Firth, louvado pela crítica, terá como concorrentes o apresentador da cerimônia, James Franco ("127 Horas"), e outros intérpretes como Ryan Gosling ("Namorados para sempre") e Jesse Eisenberg ("A Rede Social").

Uma das principais incógnitas será a inclusão do espanhol Javier Bardem por seu trabalho em "Biutiful", do mexicano Alejandro González Iñárritu, filme incluído entre as nove finalistas para estar entre as indicações da academia como melhor filme estrangeiro, da mesma forma que a espanhola "También la lluvia", de Icíar Bollaín.

Para melhor atriz se espera uma luta muito acirrada entre Annette Benning ("Minhas mães e meu pai") e Natalie Portman ("Cisne Negro"), vencedores do Globo de Ouro nos terrenos de comédia e drama, acompanhadas, provavelmente, por nomes como Jennifer Lawrence ("Inverno da Alma") e Michelle Williams ("Namorados para sempre").

Outras apostas certas para o Oscar são as do galês Christian Bale ("O Vencedor") como melhor ator coadjuvante e "Toy Story 3" como melhor filme de animação.

Muito mais aberta será a competição na categoria de melhor atriz coadjuvante, que poderia repetir as apostas dos Globos de Ouro com Melissa Leo e Amy Adams ("O Vencedor"), Jacki Weaver ("Reino Animal"), Helena Bonham Carter ("O Discurso do Rei") e Mila Kunis ("Cisne Negro").

A 83ª edição dos prêmios do Oscar será realizada em 27 de fevereiro no teatro Kodak de Los Angeles (Califórnia), e será transmitida ao vivo para mais de 200 países.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento