Topo

Entretenimento

China lançou oficialmente versão final de seu Google Earth

19/01/2011 07h32

Pequim, 19 jan (EFE).- A China lançou oficialmente seu próprio serviço de busca de mapas pela internet, "Map World", com dados recolhidos pelo satélite em 2010 e vistas em 3D além de localização plana, como no Google Earth, após três meses de testes, informa nesta quarta-feira o "Global Times".

Durante a apresentação, as autoridades chinesas aproveitaram a ocasião para lembrar que o Google Earth tem até o fim de março para se adequar a operação no país asiático.

Rege no país desde maio de 2010 um regulamento que obriga os provedores de serviços cartográficos pela internet a obter uma permissão especial para oferecê-los na China.

O subdiretor do escritório estatal de topografia e cartografia, Song Zhichao, ressaltou que o mercado de internet na China é aberto e livre, e que os serviços de mapas oferecidos no país devem estar alinhados as leis, por isso, assim como qualquer outra empresa, o Google Earth deve obter a licença no prazo dado.

Até o momento, segundo Song, mais de cem empresas já têm a licença, algumas estrangeiras como Nokia, e outras cem estão em processo de obtê-la.

Na cerimônia de apresentação do "Map World", outro subdiretor do escritório estatal de topografia e cartografia, Min Yiren, disse que a versão lançada foi testada por três meses por 30 milhões de usuários e não teve problemas.

"A criação na China de seu próprio serviço de busca de mapas oferece uma boa oportunidade às empresas chinesas para desenvolverem serviços de valor agregado e liderar o desenvolvimento de indústrias importantes", acrescentou Min.

O serviço será fornecido pelo Centro Nacional de Geomática da China sob a direção do escritório e as empresas que queiram utilizá-lo com fins comerciais terão de pagar, mas o público comum poderá utilizá-lo de forma gratuita.

As imagens de alta resolução só estarão disponíveis no "Map World" de lugares dentro da China; algumas áreas de grande altitude poderão ser vistas com resolução de 500 metros e muitos países aparecem em branco quando tentam vê-los de perto.

"Map World" conta com dados atualizados de imagens de satélite feitas em 2010 de 11 milhões de lugares no mundo, entre os quais 120 mil pontos de interesse tais como hotéis, restaurantes, comércios, instituições governamentais, bancos e estradas.

Além disso, em resposta a um pedido dos usuários, acrescentou traduções em inglês, revisando nomes de condados e cidades em mais de 40 locais do país, incluindo direções de rota e cálculos de tempo para qualquer mudança.

Atualmente, duas empresas chinesas, como os portais Baidu e Sohu já prestam serviços de mapas.

Em 2010, a indústria de mapas na China aumentou 25% com relação a 2009 e, segundo "Analysys International", a receita desse mercado aumentou de US$ 36 milhões em 2008 para US$ 50 milhões em 2009.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento