Topo

Entretenimento

MySpace pode cortar metade de seu pessoal, revela "The Wall Street Journal"

04/01/2011 16h08

Nova York, 4 jan (EFE).- O MySpace planeja um novo e impactante corte de funcionários, que poderia oscilar entre um terço e a metade do total de 1.100 empregados, afirmou nesta terça-feira o "The Wall Street Journal".

O jornal, que não identificou suas fontes, declarou que o portal, que pertence ao conglomerado News Corporation e é controlado por Rupert Murdoch, poderia anunciar o corte nas próximas quatro semanas, o que se somaria à redução de perto de um terço do quadro de funcionários ocorrida em meados do ano passado.

Ambos os cortes estariam relacionados à necessidade de reduzir despesas por parte da direção da empresa americana, com sede em Beverly Hills, Califórnia, que em outubro modificou o layout de seu site em uma tentativa de ganhar popularidade no âmbito das redes sociais.

"Dependendo dos resultados da reestruturação, o News Corporation poderia buscar compradores para o MySpace, mas por enquanto não há conversas abertas sobre a venda", relatou ao jornal nova-iorquino "uma pessoa familiarizada com o assunto".

O News Corporation, proprietário do próprio "The Wall Street Journal" entre muitos outros veículos de imprensa, comprou o MySpace em 2005 por US$ 580 milhões e desde então o site sofreu com o forte avanço do Facebook e outras redes sociais, que o fizeram perder popularidade.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento