Entretenimento

Grafiteiros transformam muro de embaixada brasileira em Tóquio em obra

BBC
Trabalho de Titi Freak e Presto, que transformaram o muro da embaixada brasileira me Tóquio Imagem: BBC

08/11/2012 11h13

A fachada da embaixada do Brasil em Tóquio, no requintado bairro de Aoyama, ganhou cores e desenhos que chamam a atenção de quem passa por lá.

Durante cinco dias, os grafiteiros Hamilton Yokota, mais conhecido como Titi Freak, e Marcio Penha, o Presto, transformaram o espaço numa verdadeira obra de arte a céu aberto.

Todo o processo pode ser acompanhado ao vivo pela internet. Uma equipe de vídeo ficou de plantão e registrou com duas câmeras toda a transformação do muro.

Chamado de "Live Graffiti @ Brazilian Embassy", o projeto fez parte da Tokyo Designers Week, uma semana repleta de atividades na capital japonesa ligadas à arte em geral.

"Para esse trabalho, exploramos bastante os elementos regionais e folclóricos da nossa cultura brasileira", contou Presto à BBC Brasil.

A obra dos brasileiros na embaixada brasileira poderá ser vista até meados de janeiro de 2013.

"Foi uma iniciativa de muita coragem por parte da embaixada, porque por mais que o grafite já esteja incorporado à cultura brasileira e já faça parte da nossa paisagem urbana, aqui ainda é algo muito desconhecido", diz Presto.

"Acho muito corajoso trazer essa técnica para o público japonês, que não está muito acostumado e poderia até ficar chocado com nossa ação. Mas está sendo muito bem recebida e estou muito orgulhoso de participar disso."

Titi concorda com o companheiro de trabalho. "Durante esses dias, as pessoas começaram a perceber esse mural e a ter uma participação com a gente. Pelo que vimos, as pessoas estão felizes com o painel, pois aqui não tem muito esse tipo de intervenção artística."

A japonesa Tamiko Kanaya foi uma das que registrou todo o processo. "Trabalho aqui perto e vim todos os dias para ver a evolução do mural", contou. "Estou surpresa com essa arte, tão rica em detalhes. É uma verdadeira interação com a cidade, com o concreto e com os moradores", emendou.

Experiência
Os dois artistas são mestres em intervenções urbanas. Presto já fez várias exposições e deixou sua marca em diversos projetos pelo Brasil.

Para Tóquio, ele também levou uma exposição de fotos, quadros, adesivos e desenhos, que fica exposta até dia 14 de novembro na própria embaixada brasileira.

Já Titi, que mora há um ano em Osaka, realizou um projeto artístico recentemente em parceria com a Fundação Japão e apoio da Embaixada do Brasil em Tóquio, nos alojamentos temporários para vítimas do tsunami na cidade de Ishinomaki.

Além de São Paulo, as obras do artista já foram exibidas em galerias de Londres, Madri, Paris, Newcastle, Tóquio, Osaka, Nova York, Los Angeles, Vancouver e Berlim.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo