Entretenimento

Keith Richards ganha prêmio de literatura por "Life" e recebe elogios de Bill Clinton

Getty Images
Keith Richards ganha prêmio Mailer de "Notável Biografia" por "Life" em Nova York (9/11/11) Imagem: Getty Images

HILLEL ITALIE

09/11/2011 08h25

O guitarrista dos Rolling Stones, Keith Richards recebeu o prêmio de literatura Mailer por “Notável Biografia” na última terça-feira (8) por seu livro “Life”, em Nova York.

Usando óculos escuros, um lenço no pescoço e uma larga faixa vermelha em torno da cabeça, Keith ficou diante de centenas de pessoas vestidas com ternos e vestidos no Hotel Mandarin em Manhattan. Ele riu. Ele jurou. Ele argumentou que, como tem escrito - músicas – desde os 16 anos de idade, sua aparição em um evento literário não é uma total "intrusão".

A noite foi de discursos sérios sobre a importância da escrita e da educação, sobre a disparidade de riqueza e sobre o Holocausto, ponto articulado pelo Nobel  de literatura Elie Wiesel, vencedor do prêmio Mailer pelo conjunto da obra.

"Vocês já ouviram de algumas pessoas incríveis sobre algumas coisas sérias", Richards disse, antes de trazer o foco para seus próprios problemas, como seu vício em heroína de longa data. "A única coisa séria que me interessa porque eu larguei".

O prêmio Mailer é uma homenagem a Norman Mailer, que morreu em 2007, e é patrocinado pelo Centro Norman Mailer e pelo Grupo de Escritores Norman Mailer, com sede em sua casa de longa data de Provincetown, Massachusetts. Ganhadores do Prêmio Mailer, agora no seu terceiro ano, incluem ganhadores do prêmio Nobel Toni Morrison e Orhan Pamuk; e Jann Wenner, fundador da revista “Rolling Stone”.

Clinton observou que sua ex-sogra, Dorothy Rodham, era uma fã. "Você tem alguma idéia de como é ter uma groupie de 92 anos de idade em sua casa, uma mulher que viveu e respirou para os Rolling Stones?" Clinton disse de Rodham, que morreu no último 1 de novembro. Ele lembrou-se de ter assistido a um show dos Stones há alguns anos no Beacon Theater, em Manhattan, um show filmado para documentário de Martin Scorsese "Shine a Light". A ex-sogra chegou cedo e ficou na frente apenas para ter a chance de ver Richards, e "desmaiar".

Nenhum fã do Rolling Stones na década de 60, ou mesmo Keith, poderia ter imaginado um ex-presidente como seu amigo. E poucos teriam acreditado em um encontro entre Keith e Tony Bennett, pouco antes da cerimônia. Tony se aproximou do roqueiro e se apresentou. Os dois se abraçaram, conversaram e posaram para fotos. Tony Bennett explicou mais tarde que Keith havia enviado uma nota agradável sobre seu novo álbum, "Duets II". "Eu só queria agradecer a ele", disse.

A distância entre eles, entretanto, não foi inteiramente deixada de lado. Perguntado se ele tinha alguma canção favorita dos Stones, Tony Bennett respondeu que nunca tinha ouvido nada deles.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo