PUBLICIDADE
Topo

Exposição sobre Da Vinci em Londres tem venda limitada para evitar 'congestionamento'

Detalhe da obra "A Última Ceia", do pintor italiano Leonardo da Vinci e que será apresentada na exposição - Antonio Calanni/AP
Detalhe da obra "A Última Ceia", do pintor italiano Leonardo da Vinci e que será apresentada na exposição Imagem: Antonio Calanni/AP

09/05/2011 15h29

Londres, AP – A Britain's National Gallery espera que sua exposição com os trabalhos de Leonardo da Vinci seja uma das mais populares de seus 187 anos de história e está limitando o número de ingressos para evitar que a exposição fique sobrecarregada.

A galeria disse nessa segunda-feira que vai vender 180 bilhetes a cada 30 minutos para "Leonardo da Vinci: Painter at the Court of Milan", 50 a menos do máximo que é permitido segundo as regras de saúde e segurança.

A exposição de três meses, que se concentra nos anos de formação do artista como um pintor da corte nas décadas de 1480 e 1490 tem uma capacidade de 280 mil ingressos e espera vender todos.

Segunda a galeria, a mostra reúne a maior coleção de pinturas sobreviventes do artista. As 60 pinturas e desenhos são obras emprestadas da Itália, França, Estados Unidos, Rússia e Polônia junto a peça recém-restaurada da National Gallery “A Virgem dos Rochedos” e uma cópia em grande escala de “A Última Ceia”, empréstimo da Royal Academy. O quadro original está no Santa Maria delle Grazie, em Milão.

As reservas antecipadas para a exposição acontecem na terça-feira. A galeria ficará aberta até as 22h da noite para as duas últimas semanas da exposição, que ocorre de 9 de novembro a 5 de fevereiro de 2012.