Livros e HQs

Investigação chilena reforça possibilidade de Neruda ter sido assassinado

Fundação Casa de Jorge Amado/Divulgação
O poeta chileno Pablo Neruda em foto de 1953 Imagem: Fundação Casa de Jorge Amado/Divulgação

Em Santigado (Chile)

05/11/2015 14h42

Documentos do Ministério do Interior do Chile revelados nesta quinta-feira (5), confirmam, pela primeira vez, que o Nobel de Literatura, Pablo Neruda, pode ter sido morto.

O documento, obtido pelo jornal espanhol "El País", aponta que é "claramente possível e altamente provável" que o poeta chileno tenha morrido "por intervenção de terceiros".

Segundo o texto, no dia de sua morte, em 23 de setembro de 1973, o escritor, que sofria de câncer, teria tomado ou recebido de forma intravenosa alguma substância que teria resultado em sua morte.

Ele faleceu poucos dias após o general Augusto Pinochet subir ao poder por meio de um golpe militar que derrubou o governo de Salvador Allende. Neruda planejava viajar para o México, onde, como diz o texto, queria pedir exílio para denunciar o ditador.   

Investigação

Essas são as principais conclusões do documento enviado pelo Programa de Direitos Humanos do Ministério do Interior ao juiz Mario Carroza Espinosa, encarregado de investigar o caso.   

O magistrado, no entanto, espera resultados de exames antes de chegar a conclusões definitivas.   

O texto é datado de março deste ano e é a principal revelação incluída na biografia intitulada "Neruda - O Príncipe dos Poetas", do espanhol Mario Amorós, que será lançado na próxima semana.   

Histórico

Neruda sofria de câncer de próstata e, de acordo com o boletim médico da época, essa teria sido a causa da morte.   

O Partido Comunista (PC) do Chile, porém, pediu para a Justiça exumar o corpo do poeta para esclarecer se não foram injetados calmantes ou venenos em suas veias, acelerando seu falecimento.   

As especulações sobre a morte de Neruda surgiram após declarações de seu motorista pessoal, Manuel Araya, o qual garante que o poeta foi assassinado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Página Cinco
do UOL
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
UOL Jogos
do UOL
AFP
BBC
BBC
Página Cinco
Página Cinco
AFP
Da Redação
AFP
Página Cinco
do UOL
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
Da Redação
Reuters
Página Cinco
Da Redação
do UOL
Página Cinco
EFE
Página Cinco
Da Redação
AFP
Página Cinco
Página Cinco
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
BBC
Página Cinco
UOL Jogos
UOL Jogos
Entretenimento
Página Cinco
Da Redação
Página Cinco
Entretenimento
AFP
Da Redação
Página Cinco
EFE
do UOL
Topo