Topo

Entretenimento

Pintor Caravaggio teria sido assassinado, aponta estudo

Roma

10/04/2012 21h31

Uma nova pesquisa aponta que o pintor italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio (1571-1610) teria sido assassinado pela ordem dos Cavaleiros de Malta com a conivência da Curia Romana. O especialista Vincenzo Pacelli, que lançará um livro em breve defendendo a ideia, chegou à conclusão a partir de pesquisas realizadas nos arquivos do Vaticano e do Estado italiano.

Em entrevista à ANSA, o autor disse que Caravaggio teria sido morto em Palo de Ladispoli, zona portuária de Roma, e não em uma praia deserta de Porto Ercole, como foi divulgado até então. Segundo a versão mais aceita da morte do pintor, o artista teria desembarcado no local após ter apresentado sintomas da febre tifoide.

Mais Entretenimento