Entretenimento

Escritor paraguaio morto em 2005 será enterrado em memorial histórico do país

05/08/2011 16h32

ASSUNÇÃO, 5 AGO (ANSA) - O Senado do Paraguai aprovou hoje um projeto de lei que prevê que os restos mortais do escritor paraguaio Augusto Roa Bastos, morto em 2005, sejam trasladados ao Panteão Nacional dos Heróis.

Roa Bastos ganhou o prêmio Cervantes, o mais reconhecido da literatura de língua espanhola, no ano de 1980. Entre suas obras mais reconhecidas estão os livros "Eu, o supremo" (1977), "Filho do homem" (1965), "O trovão entre as folhas" (1953), entre outros.

O panteão, por sua vez, era até recentemente reservado apenas para os restos mortais de heróis da Independência e de grandes guerras internacionais. Atualmente, o local também é direcionado a personalidades de destaque do país.

Junto ao escritor será enterrado o corpo do músico José Asunción Flores, criador da guaranía, um dos ritmos nativos mais populares no país.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo