PUBLICIDADE
Topo

Morre Lucia Bosè, atriz de clássicos de Antonioni, Buñuel e Fellini, aos 89

Lucia Bosè em cena de "A Morte de um Ciclista", em 1955 - Divulgação/IMDb
Lucia Bosè em cena de 'A Morte de um Ciclista', em 1955 Imagem: Divulgação/IMDb

De Madri

23/03/2020 12h17

A atriz italiana Lucia Bosè, conhecida por seus papéis em filmes de Michelangelo Antonioni (como "Crônica de um Amor"), Luís Buñuel (como "Assim é a Aurora") e Federico Fellini (como "Satyricon"), morreu nesta segunda-feira, na Espanha, aos 89 anos de idade, anunciou seu filho Miguel Bosè.

"Queridos amigos... comunico que minha mãe Lucia Bosè acaba de falecer. Ela já está no melhor dos lugares", escreveu o cantor em sua conta oficial no Twitter. Segundo vários meios de comunicação locais, ela morreu em Segóvia, cerca de 100 km ao norte de Madri, em decorrência de uma pneumonia.

23.10.2019 - Lucia Bosè no Festival de Cinema de Roma - Mondadori Portfolio via Getty Images
23.10.2019 - Lucia Bosè no Festival de Cinema de Roma
Imagem: Mondadori Portfolio via Getty Images

A carreira de Bosè, que nasceu em Milão em 1931, foi laçada quando ela venceu o concurso de Miss Itália em 1947. Três anos depois, Antonioni a lançou como atriz em "Crônicas de um Amor" (1950) — ela voltaria a trabalhar com o mestre italiano em "A dama Sem Camélias" (1953).

O ano de 1955 foi um marco para Bosè, com seus papéis em "A Morte de um Ciclista" (de Juan Antonio Bardem) e "Assim é a aurora" (de Luis Buñuel). Também foi o ano que marcou o seu casamento com o toureiro espanhol Luis Miguel Dominguín, com quem teve três filhos, incluindo Miguel.

O casamento fez a atriz se afastar das telas, retornando em 1967, após o divórcio. Desta retomada viriam sucessos como "Sob o Signo de Escorpião" (1969), "Satyricon de Fellini" (1969) e "Crônica de uma Morte Anunciada" (1987). Seu último papel foi no drama independente "One More Time", em 2013.

Filmes e séries